Autismo é um transtorno do desenvolvimento marcado por três características fundamentais: incapacidade para interagir socialmente, dificuldade no domínio da linguagem para comunicar-se e padrão de comportamento repetitivo. O grau de comprometimento é de intensidade variável: vai desde quadros mais leves, como a síndrome de Asperger (na qual não há comprometimento da fala e da inteligência), até formas graves em que o paciente se mostra incapaz de manter qualquer tipo de contato interpessoal.

Sintomas

Podem aparecer nos primeiros meses de vida, mas dificilmente são identificados precocemente. De acordo com o quadro clínico, eles podem ser divididos em 3 grupos:

1) ausência completa de qualquer contato interpessoal, incapacidade de falar, deficiência mental;
2) não estabelece contato visual com as pessoas; consegue falar, mas não usa a fala como ferramenta de comunicação;
3) domínio da linguagem, inteligência normal ou até superior, menor dificuldade de interação social que permite aos portadores levar vida próxima do normal.

Recomendações

• a família precisa de atendimento e orientação especializada;
• descobrir técnicas que possibilitam estabelecer algum tipo de comunicação com o autista;
• autistas têm dificuldade de lidar com mudanças. É importante manter o seu mundo organizado e dentro da rotina;
• autistas de bom rendimento apresentam grande desempenho em determinadas áreas do conhecimento.

Dica de leitura para pais e professores:

– Autismo Infantil – Novas tendências e perspectivas de Francisco B. Assumpção Jr.

– Simplesmente diferente de Mônica Picavêa.