Paulo Vicente Caleffi

Tanto faz

O “tanto faz” é sinônimo de despreocupação quando algo nos atinge e nada muda na nossa vida.

O mesmo “tanto faz” é uma irresponsabilidade quando deixamos de atender compromissos e não nos importam as consequências.

O “tanto faz” também é uma despreocupação de alguém desligado do mundo e que aceita as cosas como irreversíveis.

Vivem felizes e o mundo que se se dane.

As vítimas do “tanto faz” são os que sofrem as consequência.

No caso que escrevo fui vítima do “tanto faz” e conto para saibam que é necessário reagir contra os irresponsáveis.
Estava no interior do Peru, onde fui a trabalho, e para voltar ao Brasil comprei passagem da AVIANCA, neste caso a “tanto faz” da irresponsabilidade. O percurso Cusco e Lima antecedia o retorno até Porto Alegre, tudo num mesmo dia de domingo.

Arrumada a mala, os Soles, moeda do Peru, todos já gastos em quinquilharias para os netos, vestimos a última cueca, meias e camisa limpas, felizes por termos feito uma semana de viagem bem organizada, nos gastos e na roupa, e iniciamos o feliz retorno.

Cegamos no aeroporto e na fila apenas uns vinte passageiros para o voo entre Cusco e Lima. Não deu outra: a AVIANCA cancelou a viagem e não mandou o avião para aquele fim de mundo.

Muito choro, até desespero de alguns passageiros, mas não adiantou: o “tanto faz” da AVIANCA estava aí e pronto.

Maior descaso foi por não avisarem sobre o cancelamento até o último momento e assim os passageiros não puderam dispor de outras alternativas de viagem que até então existiam.
Interessante é o oposto: se o passageiro perde o voo ou muda a sua passagem tem que pagar por isto ou perde o que já pagou.

Uma ova este “tanto faz”. Fico com pena de tantas vítimas que nada podem fazer pelo descaso que sofrem. Vou é “brigar” com esta tal de AVIANCA e aconselho: nunca desistam de seus direitos.

É madrugada. Escrevo a crônica porque para o leitor não tem “tanto faz”. Boa quarta-feira e que o Brasil vença a libertadores.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário