Está em discussão, desde a sessão da última segunda, 12, e desta quarta, 15, na Câmara de Vereadores, o Projeto de Resolução nº 3/2017, do Vereador Anderson Zanella (PSD). De acordo com o parlamentar, a proposição foi colocada em pauta porque uma segunda sessão semanal tem altos custos para o legislativo. O vereador ainda justifica que o trabalho dos parlamentares não se restringe apenas às sessões plenárias. Também baseia-se no regimento interno da Câmara, que prevê uma sessão extraordinária, sem custos adicionais ao legislativo.

Conforme justificativa, caso seja aprovado, o texto vai gerar uma economia para a casa. O destino dos gastos economizados serão repassados ao município, para serem investidos em áreas importantes, como saúde, educação e segurança. O vereador ressalta também que, devido ao número de projetos votados na segunda sessão, não há porquê de continuar realizando outro encontro na semana.

Em contrapartida, o vereador Gustavo Sperotto protocolou uma emenda de nº 2/2017, que propõe o adiantamento do horário da segunda sessão, para às 14h, não permitindo que a mesma seja extinta. O parlamentar acredita que a segunda sessão deve continuar, porque os cidadãos de Bento Gonçalves precisam saber dos projetos que os seus representantes apresentam em plenário. Sperotto comenta, ainda, que é uma oportunidade de os vereadores mostrarem que estão trabalhando em prol da comunidade. As duas matérias devem ir a plenário a partir de segunda-feira, 20.

Leia mais na edição impressa do Jornal Semanário, desta quarta-feira, 15 de março de 2017.