O baixo estoque de sangue no Hemocentro de Caxias do Sul mobiliza a comunidade de Garibaldi para fomentar a doação no sábado, 10. A ação é organizada pelo Hospital São Pedro que está disponibilizando transporte gratuito, com saída prevista para as 7h30min, em frente a casa de saúde. No entanto, é necessário confirmar presença pelo WhatsApp (54) 98406-1084 ou pelo e-mail [email protected]

A queda no estoque de bolsas de sangue vem se intensificando nos últimos meses, em decorrência da pandemia de covid-19, que fez com que as pessoas diminuíssem a movimentação junto ao hemocentro. Ao contrário disso, a demanda por sangue não reduziu neste período, obrigado o órgão a incentivar a doação contínua e pela busca de novos doadores.

Apesar do medo e das incertezas provocadas pela pandemia, a direção do hospital de Garibaldi garante que hemocentro regional, onde ocorrem as doações, passa por um processo contínuo de higiene e adoção de medidas sanitárias que evitam a disseminação do coronavírus. “Não há o que intimidar-se, uma vez que protocolos rígidos estão sendo obedecidos para evitar a propagação do vírus, sem risco para os doadores”, reforça o diretor do hospital, Jaime Kurmann. “A coleta é finalizada entre 8 e 12 minutos”, garante.

Para doar, é necessário ter entre 16 e 69 anos, estar bem alimentado no dia da doação, apresentar boas condições de saúde e pesar mais de 50 quilos. Às vésperas do procedimento é necessário seguir algumas recomendações como, por exemplo, evitar a ingestão de alimentos gordurosos e respeitar o prazo de 12 horas, quando o assunto for a ingestão de bebida alcoólica.

Não podem doar no dia, pessoas que tenham sintomas como diarreia recente, tosse, febre, gripe, resfriado, coriza ou com processo alérgico, que colocaram piercing há menos de 12 meses e que tenham tido contato com a hepatite B após os 11 anos de idade. Grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente.