Geral

Sujeira acumulada se repete no Juventude

Guilherme Kalsing
Escrito por Guilherme Kalsing

Uma cena que se repete com muita frequência no bairro Juventude: o lixo acumulado. A prefeitura através de suas equipes, comparece e limpa o local, principalmente os localizados as margens da rodovia BR-470, atendendo a um pedido de alguns moradores. Poucos dias depois, tudo volta a normalidade e o acumulo gera  insatisfação de moradores e de pessoas que utilizam o bairro para travessia.

Alguns residentes já haviam ressaltado essa prática para a reportagem do Semanário, que aborda a situação do bairro no mês de novembro do 2018. Meses depois, a rua Lídia Castagneti, bem próxima às margens da BR-470, voltou a ser  um dos principais pontos deposito de lixo no bairro. Restos de obras, roupas, garrafas pet, latas de tintas e demais resíduos são frequentes. Na última semana, até animais em estado de decomposição, gerando um cheiro forte e ruim para moradores e quem passava pela rua.

Simone Oliveira comenta a atual situação cotidiana no Juventude. “Aqui pelo bairro tem muito lixo, principalmente na divisa com Conceição e na Lídia Castagneti. Passo todos os dias ali, e o cheiro é muito forte, assim como a quantidade de lixo. Até um cachorro estava morto ali em meio ao lixo”, lamenta.

Ainda segundo Simone, moradores já entraram em contato com a prefeitura solicitando que haja a limpeza. “Ligamos diversas vezes para prefeitura, mas de nada adiantou.  Mas aí fica dúvida, pra que existe este órgão se quando precisamos ele não está a nossa disposição”, questionou.

Novamente a reportagem do Semanário entrou em contato com o Poder Público, mais especificamente com o Secretário de Meio Ambiente,  Claudiomiro Dias. Segundo ele, é feita regularmente a coleta de entulhos, lixo acumulado e limpeza no local.

Conforme Dias, um grave problema é o descarte irregular de lixo e entulho. “Pedimos a colaboração da população para que denuncie casos de descarte irregular. Nossas equipes fazem limpeza e recolhimento de entulhos regularmente nesta região”, acrescenta.

Os bento-gonçalvenses têm dois caminhos para denunciar o descarte ilegal de lixo em seus bairros junto ao Poder Público, ambos através do “Fala Cidadão”. O primeiro é via telefone, no  0800-979-6866. O segundo é pelo e-mail falacidadao@bentogoncalves.rs.gov.br. Por meio destes canais é possível marcar o recolhimento de entulhos.

Sobre o autor

Guilherme Kalsing

Guilherme Kalsing

Deixe um comentário