Cultura

Magia de Bento na capital do Estado

Cleunice Pellenz
Escrito por Cleunice Pellenz

Um noite de magia, diversão e encantamento. Assim foi a apresentação do espetáculo Mágicos do Sul, no dia 8 de janeiro, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre. A 10º edição do evento foi uma das atrações do Porto Verão Alegre e reuniu mágicos de todo o Brasil, inclusive dois de Bento Gonçalves.

Ademar Urnau e Ellis Pereira foram convidados a participar da atração. “Somos associados à AMAR, Associação dos Mágicos do Rio Grande do Sul, e devido às nossas apresentações na região e participação nas atividades da associação, o presidente, Lucio Alves, realizou o convite. Ficamos muito felizes e surpresos”, salienta Ellis.

Lucio Alves também foi o diretor do espetáculo que envolveu 14 mágicos, alguns reconhecidos nacionalmente e internacionalmente. “O Alejandro e Juan Araújo, naturais do Uruguai, que atualmente estão residindo em São Paulo, formam os charlatães que foram campeões latino americano do Grand Prix e se preparam para o mundial de mágicas que acontece na Coréia”, ressalta. Além deles, participaram também David Medina, de Porto Alegre; Lucio Alves e Luana Santos, também da Capital Gaúcha; Eric Chartiot, frânces, que atualmente mora em Morro Reuter; Mateus Di Macedo, de Caxias do Sul; Everton, de Alvorada; Josuel, de Porto Alegre; Jean Crapanzani, de POA; Silvio e Claudia Nunes, de Cachoeirinha.

É a primeira vez que eles participam da atividade e se apresentam com um grupo de outros mágicos. “Foi a mais pura emoção aliada a grande honra de dividir o palco com ‘os mestres’ e saber que estava no Theatro São Pedro, com toda sua história, que é um lugar mágico até para os mágicos”, pontua.

O carinho que receberam do público também foi essencial para acalmar o nervosismo. “Foi algo imenso, ser aplaudido com euforia. O coração não cabia no peito antes de subirem as cortinas e depois que a apresentação passou foi preciso algumas horas para a ficha cair”, lembra.

Ellis diz que este é o primeiro passo e que fica o desejo de continuar a divulgar essa arte que encanta a tantos. “Permanece ainda a vontade de poder voltar lá, mas, acima de tudo fica a lembrança dos sorrisos, o som das gargalhadas do público e o espanto nos olhos da plateia que tanto nos deixa satisfeitos por ter feito uma boa apresentação e por representar bem nossa cidade e a Serra Gaúcha”, comemora.

 

Sobre o autor

Cleunice Pellenz

Cleunice Pellenz

geral5@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário