Bairros Geral

Fiscalização no trânsito e melhora nas vias no Cidade Alta

Guilherme Kalsing
Escrito por Guilherme Kalsing

Um dos pontos de referência para os bento-gonçalvenses bem como para os turistas é o bairro Cidade Alta, uma das principais vias de entrada e saída da Capital do Vinho, com constante trânsito e recheada dos mais diversos tipos de comércios, bancos, empresas e residenciais. Entre tudo isso, há pontos positivos a serem exaltados, mas também alguns negativos que precisam ser solucionados pelo município.

Por ser um bairro grande, próximo ao centro, o Cidade Alta traz vários benefícios aos seus moradores e frequentadores. Conforme o auxiliar de serviços gerais Alexandre S. Silva, que trabalha e mora no bairro. “A região é um elo às demais localidades. Eu trabalho por aqui, então, em 10 minutos estou no emprego. Volto para casa almoçar e retorno outra vez, sem grandes problemas. Neste sentido é um privilégio, sem dúvidas”, exalta.
O morador ainda destaca os avanços que o bairro teve nos últimos anos. “Muitas empresas se instaram aqui, além disso, prédios foram construídos e pessoas vieram morar. Na soma de tudo, vejo como algo positivo”, indica.

Juliane Coutinho concorda com Silva sobre os elementos positivos. Porém, relata aspectos que precisam melhorar no bairro, entre eles, alguns pontos na Avenida Osvaldo Aranha. “É bem ruim o que acontece na Osvaldo Aranha, pois se nota carro estacionado em faixa amarela ou local proibido. Além disso, tem estabelecimentos que permitem colocar os carros sobre a calçada, e quando eles saem, quase geram acidentes. Isso deveria ter uma fiscalização, porque é quase todos os dias”, constata.

Já o marido, Maicon F. Coutinho, observa outros pontos a serem considerados e vistos por parte do Poder Público. “Algumas ruas importantes para cidade, como a Olavo Bilac, Tietê e a Xingu estão bem ruins com buracos e desgaste do asfalto. A gente passa por ali, os visitantes também, poderia ter um cuidado maior”, relata.

A palavra da Prefeitura

Segundo o Diretor do Departamento de Trânsito, Thiago Israel Fabris, o Departamento de Trânsito já realiza fiscalização e orientação dos motoristas na Osvaldo Aranha. Sobre o estacionamento em estabelecimentos comerciais, a responsabilidade de sinalização é do proprietário, que já deve ter informado no projeto do empreendimento o espaço reservado para estacionamento.

Sobre a parte asfáltica das ruas citadas, o Secretário de Viação e Obras Públicas, Amarildo Lucatteli, informou que elas estão dentro do Programa Desenvolve Bento. O projeto de recapeamento asfáltico está na Caixa Econômica Federal para aprovação e posterior liberação para licitação.

Sobre o autor

Guilherme Kalsing

Guilherme Kalsing

Deixe um comentário