Geral

Fiema Brasil 2018: Um legado de inspiração e ideias

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Cerca de oito mil pessoas acompanharam os três dias de programação da feira de negócios, tecnologia e conhecimento

Intangível e exponencial, o legado da FIEMA Brasil 2018 versa, principalmente, no despertar de ideias que renovam a percepção da sociedade acerca da gestão ambiental. A Feira de Negócios, Tecnologia e Conhecimento em meio ambiente encerrou sua oitava edição, realizada entre os dias 10 e 12 de abril no Parque de Eventos de Bento Gonçalves, com um saldo de incontáveis soluções exibidas por cerca de 100 empresas expositoras e novos conceitos abordados em mais de 50 palestras técnicas que ocorreram no período. Foram mais de 7,6 mil pessoas, entre visitantes profissionais, acadêmicos e lideranças setoriais participaram da programação.

Transpondo um cenário de adversidades para sua realização – comum a boa parte das feiras de negócios, em razão da recessão econômica enfrentada pelo país em 2017 – a FIEMA Brasil 2018 tem a marca da superação. “Dedicamos muito trabalho nos preparativos e, graças a esse envolvimento, conseguimos oferecer aos expositores e visitantes um encontro de alto padrão. Foi uma feira inspiradora, tanto para o aperfeiçoamento dos já existentes quanto para a geração de oportunidades de novos negócios”, avaliou o presidente da oitava edição, Jones Favretto.

Essa contribuição tende a gerar retornos positivos a longo prazo para a sociedade, uma vez que está diretamente ligada a disruptura de conceitos e paradigmas. “A FIEMA Brasil 2018 foi uma feira de ideias. Cada participante foi impactado por uma série de novas informações, possibilidades e descobertas que vão se propagar de forma exponencial pela sociedade. Sua realização foi, mais uma vez, fundamental na missão empreendedora de consolidar o polo ambiental no Rio Grande do Sul. Esse legado é imensurável”, diz Neri Basso, presidente da Fundação Proamb, entidade promotora do encontro.

Durante os três dias de evento, a feira trouxe o desafio de inspirar novos negócios e ajudar aqueles já existentes a se beneficiarem por meio da gestão ambiental. Foram diversas possibilidades relacionadas a utilização de energias, tratamentos de efluentes, aproveitamento de recursos hídricos, destinação de resíduos sólidos e uma série de oportunidades em outras tantas áreas técnicas. Ao estimular o contato com novos conceitos e tecnologias, a feira colocou-se na condição proativa de gerar novas oportunidades de negócios e desenvolvimento.

A FIEMA Brasil tem sua nona edição confirmada para ocorrer em 2020, de 14 a 16 de abril.

Organizadores, expositores e visitantes ressaltam a importância do evento

“Queremos dar continuidade ao que está sendo feito. Percebemos que ao longo do tempo, cada vez mais a cidade cuida desta questão ambiental, através de inovações, onde Proamb e Fiema dão abertura para tecnologias, a fim de que a comunidade conheça essa questão ambiental”. Jonas Brevia, presidente da Fiema 2020.

 

“Para nós foi uma grata surpresa. É o primeiro ano que participamos da Fiema e a recepção do pessoal foi muito grande. Tivemos uma visitação bem interessante. Pretendemos retornar em 2020”. Julio Cesar Gil, expositor.

“Tivemos envolvimento com pessoas de outros estados, através das palestras sobre desenvolvimento sustentável e outros parâmetros ligados à educação ambiental que foram apresentados aqui. Além disso, a Fiema ofereceu oportunidades não só a mim e aos demais estudantes, em apresentar nossos trabalhos”. Gilberto Mendes, estudante, Belo Horizonte – MG.

“A Fiema deu a oportunidade de levarmos o conhecimento da área acadêmica para a sociedade, porque essa nova consciência ecológica/ambiental tem sido muito forte nos últimos 10 anos, porém, não consegue atingir toda as áreas. Então, é possível levar muita tecnologia daqui para fora”. Kathia Bezerra, estudante, Recife – PE.

“É muito interessante ver na Fiema o envolvimento das empresas privadas com o lançamento de novos produtos que colocam em prática essas ideias de sustentabilidade”. Anelise Martins, estudante, Recife – PE.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário