Geral

Cuidados para ter sombra segura nas praças municipais

Lorenzo Franchi
Escrito por Lorenzo Franchi

SMMAM monitora pontos com predomínio de plantas altas na cidade

A região da Serra Gaúcha carrega características marcantes em suas paisagens. Além de relevos, a abundância do verde das matas cativam os olhos. Este traço está presente nas cidades que buscam preservar em praças e vias árvores nativas. Porém, assim como qualquer outro bem, as plantas são elementos findáveis e mesmo com cuidados, podem apresentar riscos ao cidadão, fazendo da procura pela melhor sombra um desafio aos olhos. Com a responsabilidade de fazer podas e a supressão, quando necessários, que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMAM) promovem vistorias constantes aos pontos arborizados de Bento Gonçalves.

De acordo com a secretária da pasta, Bárbara Zanatta, para realizar o serviço, a prefeitura possui uma equipe de serviços de arborização, com dois técnicos engenheiros florestais, além de uma Comissão Municipal de Arborização Urbana (CMAU). “As podas em área pública são feitas, preferencialmente no inverno, de maio a agosto, com critério técnico dependendo da necessidade, de maneira a preservar o quanto possível o formato original da planta. Somente as podas e cortes de árvores, em provável risco, são feitas o ano inteiro, contando também com o apoio da Defesa Civil”, disse Bárbara sobre o atendimento.

Questionada sobre os principais cuidados, a secretária ressaltou a grande concentração de árvores nas áreas centrais e reforçou a atuação do poder público. Sobre as características encontradas nas plantas, Bárbara aponta ervas daninhas e a decomposição devido ao tempo.

A secretaria não soube precisar o número de pontos atendidos e a quantidade de árvores que devem receber a atenção dos especialistas. Quanto às políticas ambientais, Bárbara Zanatta enfatiza que “o município possui em vigor a Lei Municipal 2.298 (1993) que disciplina a arborização urbana e conta também com a CMAU que acompanha o manejo das espécies já implantadas”.

Sobre o autor

Lorenzo Franchi

Lorenzo Franchi

Deixe um comentário