Economia

Comércio de Bento se prepara para o Dia das Crianças

Laura Gross
Escrito por Laura Gross

O comércio da cidade de Bento Gonçalves utiliza o período que antecede o Dia das Crianças para preparar estratégias de vendas capazes de render bons negócios. Como a movimentação em torno do 12 de outubro começa a aumentar à medida que a data se aproxima, algumas lojas já prepararam um verdadeiro arsenal de atrações para fisgar o cliente – e não é só com promoção.

Muitas vão distribuir balas, balões e guloseimas às crianças. Algumas apostam no extra de oferecer entretenimento a partir de personagens caracterizados do imaginário infantil. Sorteios de brindes vinculados às compras para o Dia das Crianças e liquidas em itens específicos, também são meios de fortalecer as vendas, que devem ficar 10% superiores às do ano passado, em média, conforme apontam os estabelecimentos ouvidos pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Bento Gonçalves (CDL-BG).

A projeção de aumento nas vendas é mais um sinal do otimismo que começa a retornar ao setor. “O desejo de vender mais sempre existe. Mas é fundamental que, para concretizá-lo, os estabelecimentos estejam preparados para as diferentes demandas do público, com mix variado e, sobretudo, ter a equipe qualificada para identificar, entender e atender corretamente as necessidades do cliente”, sugere Carbone. O Dia das Crianças é a segunda data mais importante do semestre para o comércio, precedida pelo Natal.

Por isso, a Lábaro Variedades, por exemplo, estará com promoções nas fantasias a partir de R$ 39,90. “É uma data bastante significativa, temos bastante procura e esperamos crescer entre 12% e 15%”, diz a gerente da loja, Joise Petroli.

Na Abraço de Mãe, que comercializa artigos de vestuário e alguns brinquedos, o período também é importante. Com foco para a faixa etária até os três anos – mas também com produtos que atende a crianças até os seis anos –, a loja espera crescer até 25% a mais do que em relação ao Dia das Crianças do ano passado. “Não temos um histórico, estamos num outro momento, completando dois anos, com mercado para crescer”, justifica o proprietário, Cleber Pagliarini.

Sobre o autor

Laura Gross

Laura Gross

online@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário