A Universidade de Caxias do Sul abre à comunidade nesta segunda, dia 11, os serviços de atendimento clínico geral e de cirurgias de baixa complexidade prestados pelas clínicas médicas de animais de pequeno porte e de grande porte do curso de Medicina Veterinária. As consultas ocorrem exclusivamente mediante agendamento e não incluem atendimentos de urgência e emergência ou internação, estando disponíveis em duas modalidades: particular e acadêmica.

As consultas particulares são oferecidas de segunda a sexta-feira, pela manhã, com chegada do tutor e do paciente das 9h às 11h, sendo prestada por médico veterinário contratado pela UCS e por estagiários do curso.

Já as consultas acadêmicas ocorrem em uma manhã por semana e às tardes, das 14h às 17h, nos dias em que ocorrem aulas práticas. É prestada pelo professor médico veterinário da disciplina, sob observação dos alunos, para instrução acadêmica. Conforme a agenda de aulas de cada semestre, a consulta acadêmica poderá ser substituída entre os turnos da manhã, tarde e vespertino.

Para a comunidade acadêmica, os serviços serão prestados a partir de convênios já firmados com as associações de funcionários da Fundação Universidade de Caxias do Sul (AFFUCS) e de docentes da UCS (ADUCS).

Tanto para consulta particular como para a acadêmica, o agendamento deve ser feito de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 11h30min e das 12h45min às 17h45min, pelo telefone 54.3218.2081, com Camila.

Radiologia e ultrassonografia digitais
Dentro do atendimento clínico serão disponibilizados serviços de diagnóstico por imagem. A UCS conta com dois aparelhos de última geração para exames de radiologia digital. Já para ultrassonografia digital, são três equipamentos disponíveis – dois com Doppler, tecnologia que permite imagens em cores, e outro convencional, para práticas em campo. Os laboratórios utilizados pelo curso, por sua vez, asseguram a realização de exames como hemogramas, de bioquímica sanguínea e de citologia, entre outros auxiliares de diagnóstico. As cirurgias disponíveis são eletivas, como castrações e remoção de tumores.

Os serviços seguem as resoluções pertinentes e o código de ética do Conselho Federal de Medicina Veterinária e os custos seguem os valores regulares de mercado. A disponibilização dos recursos da UCS deve ser ampliada também para clínicas particulares que, por meio de terceirização, poderão contratar serviços como de radiologia digital, não tão comuns no mercado. O funcionamento das clínicas e esta possibilidade serão apresentados pelo coordenador do curso à Associação de Médicos Veterinários de Pequenos Animais da Serra Gaúcha (AMVEP).

Finalidade acadêmica
O recebimento de animais com tutores, explica o coordenador do curso, professor Leandro do Monte Ribas, atende uma necessidade acadêmica. “A formação universitária na área é indissociável da prestação de serviços. O que estamos fazendo é aproveitar essa condição para estender o benefício, pensando também na comunidade”, frisa. Com programa de cinco anos, o curso de Medicina Veterinária da UCS formará os primeiros profissionais no final deste ano.

As duas clínicas já são utilizadas para atividades práticas – presentes em mais da metade das aulas – do curso, no atendimento de animais sob cuidado da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (desde que o município assumiu a atividade da Soama). No segundo semestre de 2018, ambas estruturas serão integradas ao Hospital Veterinário da UCS, compondo o complexo de apoio à formação do aluno.

AS ESTRUTURAS

Clínica para Animais de Pequeno Porte
Em funcionamento no Bloco 47 do campus-sede, a Clínica Médica para Animais de Pequeno Porte conta com quatro ambulatórios para cães e um para gatos, blocos de internação e de isolamento (para pacientes com doenças infectocontagiosas) para ambas espécies, sala de nutrição e dispensário de medicamentos. O bloco cirúrgico tem capacidade para realização de três cirurgias simultâneas, com equipamentos de anestesia inalatória e monitores cardíacos. É composto, ainda, por sala de preparação dos pacientes, sala de antissepsia, sala de recuperação e vestiário.

Clínica para Animais de Grande Porte
No Bloco 56 está instalada a Clínica Médica para Animais de Grande Porte, com duas áreas de atendimento com tronco de contenção para equinos e bovinos, seis baias para alojamento durante o tratamento clínico e sala de recuperação. Os serviços incluem radiologia digital e cirurgias eletivas em equinos e ruminantes. O setor ainda conta com um solário (área de pastagem e de banho de sol para os animais).

OUTROS RECURSOS
Unidade Móvel Veterinária – Além das clínicas, a Medicina Veterinária da UCS conta com uma unidade móvel disponível para o treinamento dos estudantes e no serviço à comunidade. Composta por dois ambulatórios para atendimento clínico e uma sala cirúrgica para cães e gatos, a unidade é utilizada em campanhas educativas e ações de saúde animal, além de projetos de extensão acadêmica.

Jardim Zoológico – Um importante diferencial do curso de Medicina Veterinária da UCS é a integração com o Jardim Zoológico da Universidade. Inaugurado em 1997, o espaço ocupa uma área de 20 mil m² e abriga aproximadamente 120 animais de 48 espécies diferentes, entre répteis, aves e mamíferos.

O Zoo da UCS funciona como centro de recuperação e abrigo de animais silvestres apreendidos em cativeiro ilegal ou encontrados debilitados, feridos ou órfãos. Após receberem cuidados especiais e alimentação adequada, os animais podem permanecer no zoo, serem encaminhados para criadouros legalizados ou reintegrados à natureza.

Foto: Claudia Velho/Divulgação