Você sai de casa em trajes mais leves e, passadas poucas horas, acaba tomando um susto com a queda brusca de temperatura? O seu corpo sente mais do que o desconforto causado pela falta de agasalho quando esfria de repente: processos alérgicos, resfriados e até baixa imunidade são alguns dos prejuízos comuns à saúde quando há instabilidade no clima.

Quem mais sofre com as mudanças bruscas na temperatura são crianças e idosos, extremos de idade que tem em comum a imunidade baixa e/ ou um sistema respiratório frágil. Além deles, pacientes de asma e rinite também sentem os efeitos dessa alteração, apresentando crises mesmo com o uso de remédios. Previna-se contra esses problemas com as dicas dos especialistas.

Beba muito líquido
Uma boa hidratação, que inclui ingestão de frutas, legumes e verduras com bastante água, é fundamental para melhorar a imunidade, principalmente se o clima estiver seco. Mesmo não sentindo sede, carregue uma garrafinha de água com você e dê pequenos goles.

Ajuste a alimentação
A alimentação balanceada deixa a imunidade nas alturas, criando uma barreira contra complicações decorrentes da queda brusca de temperatura. Priorize alimentos que aceleram o metabolismo.

Lave as roupas de inverno
É natural guardar casacos, blusas e cobertas até precisar deles novamente. Mas, enquanto são deixados de lado, eles podem absorver a umidade do ar e criar bolor. Os fungos que causam o bolor são altamente irritantes para as mucosas nasais. Por isso, de tempos em tempos, deixe roupas e cobertores no sol e lave todos eles periodicamente.

Fonte: minhavida.com.br