Não foram poucas as vezes que os alunos-leitores das escolas em que tenho visitadocomo “Autor Presente” me perguntaram para que serve a arte? Na maioria das vezes, a pergunta vem carregada de um sorriso de asa quebrada no canto da boca. Se você também quer saber a resposta, por favor venha comigo até lá embaixo no ponto final. Antes disso, é preciso concordar que arte é uma forma de expressar emoções e contar histórias, por meio de valores estéticos, entre os quais, a beleza, a harmonia e o equilíbrio. Tudo isso, representado na música, literatura, dança, escultura, pintura, cinema, teatro, entre outras manifestações.

Para que serve a arte?

A arte serve para fumigar as pragas que infestam o cotidiano. Poucos adivinham que a arte lança boias aos náufragos. Apenas alguns poucos sabem que a arte atordoa a moralidade caquética, a mediocriadade do cotidiano e a insanidade do mundo cão. Só alguns poucos têm a lucidez para entender que arte ensina a pensar e a sentir. Aprender a pensar e a sentir é ser livre. A arte é uma maneira diferente de ver o mundo. Ver beleza onde não tem.

Para que servem os livros?

Os livros servem para inspirar sonhos. Livro não é um objeto, como uma lata. Livro é uma ferramenta como um abridor de latas. Ao invés de abrir latas, abre as janelas da alma. O livro é uma ferramenta como um martelo, com a diferença que em vez de pregos, planta ideias na nossa cabeça. Quem lê tem mais vontade de viver.

A poesia para que serve?

A poesia serve para salvar o homem. A poesia é uma máquina de comover. Sem ela, seríamos robotizados. Escrevi ainda há menos de vinte minutos: “Escondo a dor / atrás do murdo / verdejado de musgo / iluminado de escuro”.

A pintura para que serve?

Guernica de Picasso nos ensina a viver. Os girassóis de Van Gohg nos mostram a passagem do tempo. Monalisa de Da Vinci nos remete aos mistérios da vida. “As banhistas” de Cézanne nos ajuda a aprofundar a análise da geometria fundamental da natureza. As telas de Bottero nos ensinam a ver o volume como sensualidade.

O cinema, para que serve?

O cinema serve para ficar torcendo pelo bandido? Para achar que os herois são indestrutíveis? Para ficar a noite inteira tentando lembrar o nome do filme?Para aprendermos a desmontar um fuzil, cavar um túnel, fazer uma corda com lençóis? Para tentar achar erros de continuidade? Como disse Federico Fellini: “O cinema é um modo divino de contar a vida” ou, como afirmou Jean-Luc Godard: “Cinema é a fraude mais bonita do mundo”. O cinema nos ajuda a esquecer os aspectos desagradáveis da vida e dissipar a angústia que nos invade.

Para que serve a dança?

Onde a alma poderia descrever as mais incríveis parábolas senão na dança? Dançar é entrar no ritmo da vida.

A música para que serve?

A música é o melhor instrumento para tocar o coração do mundo. Ouvir música é como sentir saudade de algo que nunca tivemos e talvez nunca venhamos a ter. Música é a voz de Deus.

E, então, para que serve a arte?

A arte serve para educar o homem esteticamente. Sem arte nos descolorimos. Sem arte nos encarquilhamos e nem o mais potente dos químicos consegue remover. Sem arte somos uma estrela que perde o brilho e se apaga. Sem arte não seríamos seres humanos, mas meras toupeiras. Deus não nos deu as ferramentas necessárias para transcender, por isso precisamos de arte. Precisamos de arte porque a realidade não nos basta.