A formação de um bloqueio às massas de ar polares, por causa da temperatura dos oceanos, garantirá um julho com pouca incidência de chuva para a maior parte do país, especialmente para o Rio Grande do Sul. É isso o que aponta o monitoramento climático encomendado mensalmente pela Rio Grande Energia (RGE) junto ao Climatempo. O estudo serve como base para o planejamento de ações do Centro de Operações Integrado (COI) da concessionária e é estendido para a RGE Sul.

O bloqueio ocorre porque as águas da superfície da costa Oeste da América do Sul e as do Atlântico Sul estão mais quentes do que o normal, o que ocasionou uma elevação considerável na faixa entre o litoral Norte da Argentina, Uruguaia e Rio Grande do Sul. Com esse cenário, as frentes frias passam afastadas da costa e a massas polares serão continentais, mas sem representatividade. O bloqueio só deve ser quebrado no final de julho, com a mudança na configuração da temperatura dos oceanos.

O acompanhamento climático também indica que, segundo os modelos oceânicos, até o final do ano haverá o registro um ligeiro aumento na temperatura das águas do Pacífico Equatorial, o que contribui para a não formação de um novo El Niño ou de uma nova La Ninã até o primeiro semestre de 2018.

Entretanto, caso as previsões não se confirme, a RGE e RGE Sul têm estratégias definidas para atuar em casos de contingências e com poder de mobilização para atender às possíveis ocorrências e restabelecer o serviço o mais breve possível em caso de temporais. Para agilizar os atendimentos os clientes podem avisar as empresas sobre a falta de energia pelo SMS Center.

Para isso, basta enviar a palavra LUZ e o “Seu Código”, disponível na fatura de energia, para o número 27350. O serviço é gratuito.
Para utilizar o serviço é necessário se cadastrar no SMS Center enviando a palavra IN e o “Seu Código” para o mesmo número.

Dicas de Segurança

Durante as tempestades com descargas atmosféricas (raios) os seguintes cuidados podem aumentar a sua segurança:

• Não se aproxime e não toque nos cabos elétricos que podem ser rompidos pela queda de árvores e objetos, e avise imediatamente a RGE/RGE Sul.

• Evite tocar os aparelhos eletrodomésticos e retire os aparelhos eletrônicos das tomadas.

• Afaste-se de janelas e portas metálicas.

• Evite os banhos nos momentos de tempestades.

• Nunca se abrigue debaixo de árvores. Sempre procure uma casa de alvenaria ou o interior de um veículo.

• Em zonas rurais, não toque e se aproxime de cercas.