Índios da tribo Caingangue realizaram uma manifestação pacífica na tarde desta quarta-feira, 29, em frente a sede do Ministério Público Federal em Bento Gonçalves. Eles exigem a regularização da área de terra onde estão instalados, localizada em um terreno baldio cedido pela Prefeitura no bairro São Roque. Há cerca de dois anos, 18 famílias integram a comunidade.

O chefe da tribo, Nelinho de Paula foi recebido pela Promotoria, enquanto crianças e adolescentes realizam danças e cânticos em frente ao prédio do MPF, em forma de protesto. Conforme o líder, uma das características dos Caingangues é a vivência em liberdade, porém, os espaços que são destinados às reservas ou que são cedidos pelos poderes não correspondem às necessidades da tribo. Outro ponto destacado por de Paula é é a dificuldade de preservação da cultura indígena em Bento.

De acordo com a tribo, sem a regularização do terreno onde as famílias residem no bairro São Roque, a liberação de recursos da Fundação Nacional do Índio (Funai) fica impedida. Em consequência disso, há precariedade na moradia, energia elétrica e saneamento básico.

Manifestação indígena em frente ao MPF

Publicado por Jornal Semanário em Quarta-feira, 29 de agosto de 2018