Como é difícil administrar um país, um estado, um município! Como é difícil fazer com que todos assimilem as nuances, as variáveis da administração pública! Deveria ser do conhecimento de todos, obrigatoriamente, o funcionamento dos orçamentos públicos, com detalhamento minucioso e transparente. Talvez, assim, pudéssemos fazer com que o entendimento fosse possível, pelo menos para a maioria ou para quem opina ou dá palpites sobre alguma coisa. O caso da Tocha Olímpica é emblemático. Já li e ouvi muitos dizendo: “-Para gastar com Olímpiada, com passeios de tocha tem dinheiro; para a saúde e educação, não”! Mas, Cristo! Uma coisa nada tem a ver com a outra. São verbas de rubricas (o correto é “rubrica” e não “rúbrica”, certo?) totalmente distintas e não excludentes.

A tocha! II
O detalhe, importante, é que o passeio da Tocha Olímpica pelo Brasil é patrocinado pelo Bradesco, Nissan e Coca-Cola. As prefeituras entram com verbas se decidirem ampliar o acontecimento. E, diga-se, é um ACONTECIMENTO ÍMPAR, já que é a primeira vez em milhares de anos que teremos uma Olímpiada – os jogos mais importantes da humanidade, símbolos da paz ente os povos, que chegaram a interromper guerras para sua realização – na AMÉRICA DO SUL. O Brasil está tendo a oportunidade de mostrar ao mundo o que temos de bom – e temos muito a mostrar -, mas, a “caranguejada” faz questão de expor o que temos de pior e contribuem para isso com ações desprezíveis.

A Tocha em Bento Gonçalves!
Pois nossa Bento Gonçalves teve o privilégio de estar entre as cidades brasileiras que recebem a Tocha Olímpica. Sim, um privilégio que, certamente, muitos darão o devido valor, a importância que o fato inédito e que jamais se repetirá por muitas gerações merece. O Prefeito Pasin, em evento no Salão Nobre, foi enfático ao afirmar que não há dinheiro público na passagem da Tocha Olímpica por Bento Gonçalves. Tudo bem, Prefeito, mas se houvesse estaria muito bem justificado o investimento. A Vinícola Lídio Carraro, do Vale dos Vinhedos, mais uma vez, tem seus produtos, oficialmente escolhidos para a Olímpiada Rio 2016, como teve para os jogos Pan-americanos de 2007, além de outros importantes eventos esportivos. Dá para dimensionar a importância disso, não?

É preciso prestigiar!
Então, hoje, às 7 h da manhã, a partir da NISSAN, na avenida Castelo Branco, passando por várias ruas, chegando ao Bradesco do Centro, Via Del Vino e terminando o percurso na Estação da Maria Fumaça, por volta de 9 h. É um momento único, histórico, que, certamente, não se repetirá e merece ser prestigiado. É fato consumado e, portanto, irreversível. Vamos dar a gigantesca importância que o fato tem. Ah, sim, e os que têm em mente repetir a estupidez de outros que tentaram “apagar” o fogo da Tocha Olímpica, esqueçam. Bento Gonçalves e seu povo não merecem ser notícia desagradável mundo afora. Muitos fazem muito para elevar o nome desta Terra. Não o maculem, pois, com atos que em nada contribuirão para coisa nenhuma, senão para o mal e atestado de idiotice.

Cunha renunciou! E daí?
Nesta quinta-feira, em entrevista que teve até choro sem lágrimas, o acusadíssimo Eduardo Cunha renunciou ao seu mandato de presidente (afastado pelo STF) da Câmara dos Deputados. Muda o quê? Ao meu ver, absolutamente nada. Sim, nada, porque aquele antro continuará repleto de corruptos da pior espécie, pertencentes aos quadros de todos os partidos. Cunha terá seu mandato cassado? Talvez! Mas, torço para que seja preso, juntamente com outros já denunciados, como Aécio Neves, Romero Jucá, Lula, Renan, Agripino e muitos outros, para que esses façam “delação premiada”. Não restará pedra sobre pedra na República Brasileira. Acontecerá? Duvido! Lobo não come lobo.