É 8 ou 80, eles disseram.

Seja tudo ou nada. Muito quente ou muito frio. Extremamente para lá ou extremamente para cá.

Então quer dizer que ser um meio termo é ruim? Ser morno é péssimo?

Muitos dizem ser assim, extremos, calientes, autênticos. Acho uma verdadeira miséria emocional. As palavras NUNCA, SEMPRE, TODOS, TUDO, NADA são o pivô do vocabulário. Em todos os aspectos da vida, inclusive e muito importante, no seu destaque profissional na sociedade (repeti assoviando). Também pudera, merecemos ser 80. Você merece o melhor, merece estar no cume da montanha. Mas nem sempre tudo vai estar como queremos. Não entendemos que o cume não é um lugar permanente e que com frequência vamos descer alguns degraus.

Entenda que não importa o que você faça, se é um ator famoso, se você é professor, corretor, diretor, monitor…a sua vida importa, o que você faz importa. Sinto muito, os holofotes não saem do cume, e isso é um tanto clichê, eu sei. Sei que você aí talvez merecesse muito mais do que quem está lá, mas isso é normal. Depois daquela maçã as coisas nunca mais foram as mesmas.

Entenda que o cume é temporário (pode ser muito ou pouco), e que alguém o fez ser tão importante. A televisão, a internet, o rádio, os jornais, levados pelos trabalhos e méritos pessoais, logicamente. Se todos os seus dias fossem extremamente felizes, as novidades teriam graça por quanto tempo? Os momentos bons têm valor, porque parte do caminho é tortuosa, porque você chorou, esperneou, ficou triste, ficou sem ação, ficou esperançoso. Quando a gente diz que tudo passa, não é só a tristeza, a falta de dinheiro, é também a alegria, a motivação. Nada disso é permanente e isso não é nenhuma novidade. Se todos fossem atores, quem iria filmar a novela? Quem iria assistir? É um exemplo tão real e idiota. Ninguém trabalha para servir ninguém, mas todos estão nos seus papeis para dar vida à montanha.

Um professor do fundamental que ensina uma criança a ler é ser 8? É mediano ser uma mãe de dois filhos, trabalhadora e que ainda vai à academia? É fraco morar em uma cidade pequena? Então todos deveriam ir para as metrópoles viver o sonho de ser “alguém” na vida? Ser professor na própria cidade natal ninguém quer, não é? “Não é futuro ficar aqui”, então quem ficar, é fracassado. Lembra quantas pessoas têm o sonho de ter o que você tem ou ser o que você é. Então, para comerçar, seja grato! Depois sim, pode ir atrás dos teus 80, porque ninguém aqui disse para ser acomodado.

Não se contente com pouco. Seja esforçado. Pare quando estiver exausto. Faça o seu melhor. Seja grato. E acima de tudo, entenda que se

sua vida parece uma montanha-russa desgovernada, é porque está tudo certo.

Entre 8 e 80, existem outras 72 possibilidades. Elas são a estrutura da montanha. Se não existisse meio termo ou mornidão, não existiria nem o 8, nem o 80. Aliás, quem disse que vai só até o 80?