Geral

Uber completa um ano com novidade

Lorenzo Franchi
Escrito por Lorenzo Franchi

Cerca de 30 corridas são solicitadas por dia no aplicativo. Foto: Divulgação.

Desde quarta-feira, 7 de fevereiro, o Uber Select passa a atuar em Caxias do Sul, Bento Gonçalves e Farroupilha

No dia 2 de fevereiro de 2017 chegava a Bento o serviço de Uber. Após um ano, a atividade que já foi regulamentada pelo Poder Público, em 13 de setembro do mesmo ano, vem ganhando novos adeptos, tanto motoristas quanto clientes, o que motivou a atualização do serviço na cidade, com a chegada do Uber Select nesta quarta-feira, 7 de fevereiro.

Além de Bento, Caxias e Farroupilha passam a contar com o serviço. “Com o Uber Select se tem um padrão maior de qualidade. São carros sedan, veículos de ponta, quatro portas, cinco lugares, com modelos de anos acima de 2012. Claro, isso impacta no preço, 20% mais caro do que o UberX- que circula atualmente na cidade, mas se ganha em conforto”, disse o motorista de Uber Fagner Rodrigues, 37 anos. Outro critério é a avaliação do motorista, que deve ser de pelo menos 4.9- com máximo de 5.
Sobre a avaliação do Uber na cidade, Rodrigues, que atua desde o início do serviço, disse que “a aceitação das pessoas é excelente”. O profissional relata que em média, são registrados 30 solicitações de corridas por dia no aplicativo.

Segundo dados da Secretaria de Gestão Integrada e Mobilidade Urbana, há 23 motoristas cadastrados, regularizados ou que estão com o processo em andamento.

De acordo com o coordenador administrativo da prefeitura, Alex Sessi, o município busca a regulamentação do transporte individual por meio de aplicativos. Segundo ele, “o maior problema é os transportadores clandestinos, que se passam por motoristas de aplicativos, mas não estão vinculados”. Questionado sobre fiscalizações, Sessi destaca que “ainda não há operações de fiscalização especificas para o Uber. A fiscalização acontece em operações normais como blitze”, esclarece o secretário.

Sobre a relação entre os motoristas e taxistas Fagner afirma que “é de respeito de ambas as partes. Tem trabalho para todos”, ressalta.

Sobre o autor

Lorenzo Franchi

Lorenzo Franchi

Deixe um comentário