Segurança

Trecho da BR-470 preocupa a PRF

Da Redação
Escrito por Da Redação

Ponto mais crítico apontado pelas autoridades está situado entre Bento e Veranópolis; Daer deve providenciar reparos

Desde a federalização da rodovia BR-470, em março de 2015, os condutores notam diversas melhorias nas condições do trecho, sejam elas de sinalização, fiscalização ou trafegabilidade. No entanto, ainda há pontos em que são necessários novos ajustes.

Um dos trechos em que isso ocorre é o que corresponde de Bento Gonçalves até Veranópolis. Entre a sede da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal e a Ponte do Rio das Antas, são pouco mais de 24 quilômetros. O percurso é considerado um dos mais críticos pelas autoridades, por conta do excesso de curvas, falta de acostamento e até mesmo da interferência em condições climáticas, quando há chuva ou neblina.

Pintura do acostamento e a sinalização vertical estão entre os itens citados pela PRF no trecho. Foto: Nicholas Lyra

Por conta disso, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), responsável pela fiscalização do trecho, busca melhorias no percurso. De acordo com o chefe da 6ª Delegacia da PRF em Bento, Lucas Martins, afirma que as autoridades já estão trabalhando para recuperar pontos específicos do trecho. “A região da Serra como um todo é bem complicada. Por isso, é preciso atenção constante para evitar acidentes, e isso passa pela sinalização como um todo”, explica.
Entre Bento Gonçalves e Veranópolis, a PRF aponta, especialmente, o número baixo de placas sinalizando as curvas.

Além disso, chama a atenção a ausência de placas de limite de velocidade. Além disso, pela ausência de acostamento no trecho, as pinturas deveriam estar melhor sinalizadas. “Temos alguns pontos específicos que apresentam esses problemas”, aponta.

De acordo com Martins, a PRF já busca junto aos órgãos responsáveis as melhorias necessárias para o percurso. “Estamos tentando viabilizar. Sabemos das dificuldades e buscamos sempre atuar junto com todos os envolvidos no processo, por isso temos que fazer isso em conjunto”, finaliza.

Daer fará reparos nos próximos três meses

O trecho de 57 km entre Bento Gonçalves e Nova Prata na BR-470, é de responsabilidade do Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer) por conta do Contrato de Restauração e Manutenção de Rodovias da Região da Serra (Crema Serra). Embora a rodovia tenha sido federalizada em março de 2015, o Crema foi mantido pelo Daer mediante convênio firmado com o Dnit.

Conforme o órgão, os serviços de reforço na sinalização no trecho entre Bento e Veranópolis, bem como a roçada ao longo da rodovia, serão realizados ainda neste trimestre. No momento, a empresa responsável pelo Crema está atuando na RSC-453, no contorno de Caxias.

No entanto, o Daer afirma não ter sido procurado pelas autoridades responsáveis pelo trecho. Procurado pela reportagem, o órgão afirmou não ter recebido solicitação de melhorias.

Pouca sinalização e placas escondidas pela vegetação

Foto: Nicholas Lyra

Na segunda-feira, 29 de janeiro, a reportagem do Semanário percorreu o trecho entre Bento Gonçalves e Veranópolis, para verificar as condições da estrada. Além de apresentar menos sinalização em comparação ao trecho entre Bento e Carlos Barbosa, também possui vegetação atrapalhando a sinalização das placas.

Nesses casos, torna-se complicado ver para qual lado está indicada a curva. Em casos de pouca visibilidade, como em dias de chuva ou neblina, pode atrapalhar o condutor. Há, ainda, uma quantidade menor de indicação de velocidade se comparado a outros trechos da mesma rodovia.

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário