Geral

Souza é eleito com 64,50% dos votos

Fábio Becker Loppe
Escrito por Fábio Becker Loppe

Encabeçando a chapa da atuação, o atual vice-presidente assumirá a presidência da entidade para o próximo triênio

Apurados os resultado das eleições da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que ocorreram na sexta-feira, 30 de novembro, a chapa da situação confirmou vitória em Bento Gonçalves. Com 64,50% dos votos válidos, a “OAB mais forte” elegeu o novo presidente Rodrigo Terra de Souza que assumirá o cargo da entidade para o período de 2019 a 2021, substituindo o advogado Cléber Dalla Colleta. Concorriam duas chapas na cidade, a oposição “Mais Integração”, liderada por Jandira Arnort Kaezala, obteve 35,50% dos votos.

Doutor em Direito pela Universidad del Museo Social Argentino, de Buenos Aires, Souza, que assumirá a presidência da OAB/BG a partir do dia 1º de janeiro, atua com advocacia há 14 anos e, entre outros cargos, já foi vice-presidente jurídico do Clube Esportivo de Bento Gonçalves, além de professor de Gestão da Qualidade e Gestão em Marketing, na FTEC.

Diretoria da chapa “OAB Mais Forte”, com Souza ao centro (Foto: Divulgação/Chapa OAB Mais Forte)

Atual vice-presidente da subsecção municipal da Ordem, o agora novo presidente eleito afirma que os principais desafios estão em fortalecer a advocacia da cidade, por meio da integração dos advogados com a comunidade bento-gonçalvense, bem como com a comunidade jurídica. “É preciso se aproximar mais dos poderes Judiciário e Legislativo, além de aumentar a interação dos advogados de todo o município nas atividades realizadas pela associação junto à sociedade”, pontua.

Quanto as prioridades para o próximo ano, avalia que é preciso trabalhar inicialmente em questões estruturais básicas. “Tem que seguir melhorando a estrutura física tanto da sede, quanto das salas da OAB que estão na Justiça do Trabalho e na Justiça Comum, com mais computadores e tudo o mais, além de oportunizar mais cursos de especialização aos colegas”, diz.

Quanto a necessidade de aprimorar a integração dos advogados entre si e com o Poder Público, conta que a discussão vem sendo feita em diferentes frentes. “São muitas situações que já vínhamos acompanhando em outras gestões e que precisamos seguir: união dos colegas, participação de eventos, acompanhamento com o Legislativo e Executivo, pois via de regra, a OAB vira um órgão fiscalizador nesse sentido das normativas e da legislação municipal”, avalia.

Souza ainda destaca, que também é importante trabalhar com iniciativas que aproximem a entidade da sociedade como um todo, e não somente dos profissionais do âmbito jurídico. Nesse sentido, sublinha a “OAB vai à escola” como exemplo de ação que já ocorre e que deve ser seguida. “É um dos principais projetos tocados pela última gestão e uma das iniciativas mais bonitas que a Ordem tem no estado. Ela (a iniciativa) já atendeu mais de 1400 crianças das redes municipal e estadual aqui de Bento, discutindo questões de cidadania com jovens e crianças. Ações comunitárias assim têm que ser incrementadas”, finaliza.

 

Sobre o autor

Fábio Becker Loppe

Fábio Becker Loppe

Deixe um comentário