Esportes

Snakes recebe o Miners FA por vaga nos playoffs da Liga Nacional

Lucas Delgado
Escrito por Lucas Delgado

A Liga Nacional de Futebol Americano, em breve, chega aos jogos eliminatórios, em sua segunda fase. Antes disso, há cinco jogos decisivos a serem realizados. Dentre eles, a partida entre Bento Gonçalves Snakes e Miners Futebol Americano, de Criciúma, que acontece domingo, 1º de outubro.

As duas equipes compõe o Grupo F – que juntamente ao Grupo E formam a Conferência Sul do torneio nacional. Os dois primeiros colocados do agrupamento avançam para as primeiras disputas em caráter eliminatório. Snakes e Miners FA têm duas vitórias e uma derrota nas três rodadas de atuação da primeira fase da divisão de acesso do futebol americano brasileiro. Quis o destino que a tabela do campeonato deixasse o confronto entre as equipes com campanhas similares para o fechamento da temporada regular das disputas.

Isso significa que, mesmo que os jogos “mata” comecem somente na fase seguinte, Snakes e Criciúma Miners fazem uma espécie de jogo eliminatório. A primeira vaga do grupo já está garantida pelo invicto Gaspar Black Hawks. A segunda fica entre o vencedor do confronto, que avança para enfrentar o Jaraguá Breakers, líder do Grupo E. Por possuírem a mesma campanha até aqui, o vencedor garante a terceira vitória e consolida-se na vice- liderança da chave.

Snakes e Miners na temporada regular

Além das equipes que se enfrentam no Estádio da Montanha, fazem parte do Grupo F o Gaspar Black Hawks, Porto Alegre Gorillas e São Leopoldo Mustangs. A equipe do Black Hawks é a única que venceu todos os jogos do chaveamento, por ter atuado nas quatro rodadas iniciais, folga neste fim de semana.

O Bento Gonçalves Snakes estreou justamente contra os catarinenses de Gaspar, em Santa Catarina. Acabou sendo derrotado por 34×7. Na sequência, em dois jogos em solo bento-gonçalvense, o Snakes venceu o Porto Alegre Gorillas em um jogo emocionante (24×23) e o São Leopoldo Mustangs (57×0).

Adversário restante, o Criciúma Miners, passou por caminho extremamente semelhante. Estreou contra o Porto Alegre Gorillas (20×19), depois, em casa, venceu o São Leopoldo Mustangs (91×0) e perdeu para o rival de estado Black Hawks (32×13).

Expectativas

Para o Head Coach do Snakes, Tiago Dallegrave a partida tem um tempero especial. “Será o jogo mais importante do ano ou até mesmo para a curta história do nosso time”, afirma. Ele ainda avalia as possibilidades da partida. “Acredito que teremos um jogo muito equilibrado e decidido nos detalhes. Eles possuem um time qualificado, tanto defensiva como ofensivamente”.

O também Head Coach do Criciúma Miners, Gustavo Casagrande, elogia o jogo do Bento Snakes. “Eles mostraram um bom futebol americano até o momento. É uma equipe que não tem medo de arriscar passes e, por isso, precisamos encontrar uma solução para esse estilo de jogo”, pondera, referindo-se ao jogo aéreo do quarterback Maurício Vaz. Ainda segundo Casagrande, “mesmo que as campanhas sejam parecidas, não é justo utilizar os jogos passados para se basear no que vai acontecer em campo”.

A partida entre Snakes e Miners deveria ter ocorrido há duas semanas, no domingo, 17. O confronto foi adiado devido às condições climáticas e a consequente dificuldade de drenagem do gramado do estádio em Bento Gonçalves. Pela mesma rodada deste grupo, São Leopoldo Mustangs e Porto Alegre Gorillas também foi adiado.

Bento Gonçalves Snakes e Miners Futebol Americano jogam no domingo, 1º de outubro, pela última rodada da temporada regular da Liga Nacional de Futebol Americano. A partida inicia às 14h, no Estádio da Montanha.

Fala, Coach!

Tiago Dallegrave, head coach do Snakes

Iniciamos o ano com duas metas a serem cumpridas, a classificação para os playoffs nas duas competições que iríamos participar, Gauchão e LNFA.
Para que possamos atingir nossos objetivos plenamente é primordial vencermos pela primeira vez o forte time do Miners FA.

Gustavo Casagrande, head coach do Miners FA

O Grupo F mostrou um bom nível competitivo. O Black Hawks e o Snakes executaram um excelente nível técnico que, inclusive, já haviam mostrado em seus respectivos torneios estaduais. E ainda teve o Gorillas que, mesmo sendo uma equipe nova, não se deu por vencido em nenhum dos jogos.

Sobre o autor

Lucas Delgado

Lucas Delgado

esporte@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário