Esportes

Série Ouro: Viagem longa e o lanterna no caminho da BGF

Guilherme Kalsing
Escrito por Guilherme Kalsing

A 15ª rodada da Série Ouro, que acontece hoje à noite, colocará ao Bento Gonçalves Futsal (BGF) dois desafios. O primeiro é enfrentar o lanterna da chave B, o Figueira, às 20h, fora de casa, em Tupanciretã. O segundo, manter o retrospecto positivo que alcançou a marca de sete jogos sem saber o que é derrota dentro da competição estadual.
Destas partidas de invencibilidade, o BGF apresentou uma melhora significativa na campanha, principalmente quando se afasta da Capital do Vinho. Nos três últimos jogos que entrou em quadra como visitante, a equipe conquistou sete pontos, os quais poderiam ser nove, caso não tivesse levado o gol de empate nos segundos finais para o Real Street.

As vitórias sobre APF por 7 a 2 e diante do Rabelo, em casa, por 10 a 1, na última rodada, também ajudaram ao BGF alavancar posições na tabela de classificação. Após longo período, a equipe voltou a ocupar a 3ª posição do grupo, como também está empatada em pontuação, 24, com o vice-líder Rabelo e a quatro pontos do líder, Ser Alvorada.
Tudo isso estará em jogo diante do Figueira. Um adversário que, apesar de estar na lanterna e que vem de uma goleada sofrida, 11 a 1, para o Ser Alvorada, sempre que atua em casa, consegue fazer enfrentamentos duros contra os adversários. Um exemplo, foi contra a APF, na qual o time de Tupã, conseguiu empatar em 2 a 2.

No jogo do primeiro turno, os bento-gonçalvenses suaram para vencer por 2 a 1. Para não ter problemas, o técnico Vaner Flores terá todos os jogadores a sua disposição para o confronto. Viana, que esteve fora nas últimas partidas, foi recuperado pelo departamento médico e está liberado. Além disso, o BGF poderá contar com os gols do quarteto Bruno Reis, Mamute, Gabizinho e Kevin, diante da pior defesa do torneio, que já levou 79 gols.

Caso derrote o Figueira, o BGF pode alcançar a vice-liderança de forma isolada. Para isso, torce para um tropeço do Rabelo, que em casa, recebe o Fontoura Xavier, equipe que precisa vencer para ingressar entre os seis melhores da chave, o que a levaria para a segunda fase da competição estadual.

Foto: Divulgação

Sobre o autor

Guilherme Kalsing

Guilherme Kalsing

Deixe um comentário