Regional

Santa Tereza: obra de camping deve iniciar em 2019

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Convênio para liberação de emenda parlamentar foi assinado na semana passada pelo prefeito do município, Gilnei Fior

A conquista de uma emenda parlamentar no valor de R$ 226 mil deverá revitalizar o atual camping do município de Santa Tereza. O convênio que libera o valor, via Ministério do Turismo, foi assinado na terça-feira, 11, pelo prefeito municipal, Gilnei Fior, junto à Caixa Econômica Federal, em Bento Gonçalves. A previsão é de que as obras iniciem no ano que vem.

De acordo com o vice-prefeito, Ivonei Chimento, o projeto está em fase de elaboração de pretende, além das reformas, a revitalização total do espaço. Segundo Chimento, o local é conhecido regionalmente por ter sido ponto de encontro para a prática da canoagem, acampamentos e diversas festividades, além de ser responsável, antigamente, pela chegada de mantimentos para povoados da região. “Hoje, a ideia principal é resgatar um marco antigo, que deu início ao desenvolvimento de toda a região: o porto, localizado às margens do Rio Taquari e ao lado do Camping Municipal, onde por meio de barcos a vapor, eram trazidos mantimentos e diversos produtos para abastecimento, especialmente a Serra Gaúcha, sem perder as caraterísticas originais”, explica.

No ano passado, após receber diversas ligações de moradores locais, a reportagem do Semanário esteve no local e comprovou a necessidade de melhorias urgentes no espaço. Naquela época, o vice-prefeito disse que a falta de escrituração do terreno, impedia a realização de investimentos. Porém, um projeto voltado ao turismo havia sido organizado por um empresário, onde o objetivo era criar pontos de visitação no município, incluindo a área do camping.

A próxima etapa, segundo o vice-prefeito, será a apresentação do projeto para a Caixa Econômica Federal, após sua aprovação, será dado início ao processo licitatório para contratação da empresa para a realização da obra, onde a previsão para o início da execução é durante o ano de 2019.

Para Chimento, a obra além de ser uma conquista, deverá proporcionar o resgate histórico. “Com uma equipe de trabalho dedicada conseguimos, em pouco tempo, a aprovação de dois projetos junto ao Ministério do Turismo, destacamos que estamos trabalhando para o desenvolvimento turístico, pois sabemos do enorme potencial que nossa cidade possui”, garante.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário