Regional

“Rota do Pão e Vinho” pautou agenda de prefeitos com ministro

Da Redação
Escrito por Da Redação

O projeto denominado “Rota do Pão e Vinho”, que prevê ligação asfáltica do Vale do Taquari à Serra Gaúcha, ganha, com frequência, grande atenção e empenho de diversos prefeitos, entre outras lideranças regionais. Durante os seis primeiros meses do ano, a obra têm sido pauta em idas a capital federal e reuniões pelas duas regiões.

E, seguindo a busca pela viabilização do início da obra, alguns prefeitos estiveram na Capital Federal na última semana. Na ocasião, o prefeito Lourival de Seixas, os prefeitos, de Roca Sales, Amilton Fontana; de Santa Tereza, Gilnei Fior; de Nova Bréscia, Marcos Martini; de Anta Gorda, Celso Casagrande; de Coqueiro Baixo, Jocimar Valer; e a prefeita de Doutor Ricardo, Catea Rolante, debateram o assunto com o Ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, pressionando-o e frisando a importância da pavimentação.

Os mandatários regionais estiveram acompanhados do Deputado Federal Alceu Moreira e do assessor do Deputado Estadual Edson Brum, João Vitorio Toio Concatto, além do diretor do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Taquari (Concisa-VRT), Nilton Rolante. Além de representar o município, Seixas esteve em nome da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales), onde é vice-presidente. Ele conta que a reunião possibilitou que ouvissem de Padilha o conhecimento do Governo Federal sobre a importância da ligação asfáltica para ambas regiões. “O ministro entende que fazemos parte de uma região próspera e que a efetivação deste projeto nos coloca em outro patamar. Sobretudo no Vale do Taquari, a solução possibilita um salto nos setores econômico, turístico e social”, frisa.

Ainda conforme o chefe do Executivo muçunense, Padilha pediu ao ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que priorize o início da obra. Com isso, é esperado que mais de R$ 3,8 milhões, de um total de R$ 80 milhões necessários para conclusão da rota, seja empenhado neste ano, dando início a ligação a partir do município de Santa Tereza, em direção à Muçum, entre o fim deste ano e começo de 2019. “Com o início das obras, continuaremos nesta luta para que, cada vez mais cedo, consigamos concluir este sonho”.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Fernando Aguiar

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário