Geral

Rodovias da Serra não terão praças de pedágio

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Informações divulgadas pelo governo do estado do Rio Grande do Sul dão conta de que por enquanto, as rodovias da Serra Gaúcha não vão receber praças de pedágio. O anúncio foi feita na manhã de segunda-feira, 25, em Porto Alegre, durante lançamento do projeto de Parceria Público-Privadas (PPP) lançado no Palácio Piratini.  O projeto de concessões havia sido anunciado na última quarta-feira, 20, pelo governador Eduardo Leite, em uma reunião na Federasul.

Além da informação sobre as rodovias da Serra, o governador do Estado explicou o funcionamento das PPPs, que num primeiro momento vão focar nas áreas de infraestrutura e cultura. O repasse abrange o zoológico de Sapucaia do Sul, a rodoviária da capital e as rodovias RSC-287, e da ERS-324.

Conforme o projeto o zoológico aguarda a publicação do edital para este mês e um dos requisitos ao vencedor é manter o valor do ingresso em R$ 15. A estação rodoviária de Porto Alegre terá um investimento de privado de mais de R$ 76,7 milhões, para os 25 anos de concessão.

Na infraestrutura de estradas, o trecho de 204,51 quilômetros da RSC-287 terá três praças novas de pedágio nos municípios de Tabaí no quilômetro 47, em Cerro Largo, no, 177 e  em Santa Maria no quilômetro 214. Outras duas praças já existentes, em Venâncio Aires e em Candelária deverão baixar o valor das tarifas que hoje é de R$ 7. O valor máximo previsto para as tarifas será de R$ 5,93, e o valor estimado de investimento será de mais de R$ 2,2 bilhões para os 30 anos de concessão.

Já o trecho de 115,3 quilômetros da ERS-324 terá duas novas praças de pedágio uma no município de Passo Fundo no quilômetro 195 e  em Nova Bassano no quilômetro 279, o valor máximo previsto para as tarifas será de R$ 9,64, e o valor estimado de investimento é de mais de R$ 1 bilhão para os 30 anos de concessão.

Foto: Reprodução

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário