Política

Prefeitura informa por meio de nota que argumentos de pedido de impeachment não oferecem riscos

Laura Gross
Escrito por Laura Gross

Após pedido de impeachment do Prefeito Guilherme Pasin, prefeitura Municipal divulgou uma nota oficial sobre o caso:

Nota de esclarecimento

A Prefeitura Municipal de Bento Gonçalves esclarece que os argumentos apresentados em pedido protocolado na Câmara de Vereadores, nesta quinta-feira, 19, não oferecem qualquer sustentação para impeachment.

As contas públicas de 2013, 2014 e 2015 não possuem julgamento final pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), e todas as informações necessárias foram apresentadas.

O país vive a mais grave crise econômica de sua história, e as consequências dessa conjuntura são sentidas principalmente pelos municípios. Não é diferente em Bento Gonçalves. A situação é agravada pelo atraso e suspensão de diversos repasses dos governos federal e estadual. Mesmo herdando um quadro de dívidas e gastos excessivos de governos anteriores, a atual gestão não mediu esforços para manter e ampliar serviços básicos à população.

O respeito com o dinheiro público e a responsabilidade fiscal são compromissos da atual gestão. Tanto que, desde 2013, a prefeitura vem adotando diversas medidas de controle de gastos, otimização de recursos, estabelecimento de metas e aperfeiçoamento da administração.

Todo cidadão tem o direito legítimo de fiscalizar a administração pública. Essa garantia, no entanto, não pode ser confundida com movimentações de interesse pessoal e de caráter político – que acabam banalizando pedidos de impeachment em diversos municípios.

Com seriedade e transparência, a Prefeitura de Bento Gonçalves seguirá trabalhando para o desenvolvimento da cidade e a melhoria da qualidade de vida da nossa comunidade. E estará sempre à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos à população.

Sobre o autor

Laura Gross

Laura Gross

online@jornalsemanario.com.br

2 Comentários

  • ola a todos ,na atual situacao financeira porque fazer um portico do caminho das pedras , se tem outras prioridades como saude e educacao…..

  • Mais um fantasioso cidadão, querendo 60 segundos de aparição em mídias. Viralizou ou modernizou as solicitações de impedimento de gestores públicos, sem ao menos ter sustentação rígida nas alegações. Quem pede e consequentemente faz-se perder tempo com tolices, deve sim, responder civilmente por seus atos. Caso contrário, vira-se chacotas com interesses eleitoreiros.

Deixe um comentário