Segurança

Polícia Civil divulga ações contra a violência contra a mulher no RS

Da Redação
Escrito por Da Redação

Durante o mês de março, quando é comemorado o dia internacional da mulher, 132 pessoas foram presas por crimes relacionados à violência doméstica e familiar contra a mulher no Estado do Rio Grande do Sul. A maior parte dos indivíduos foi presa preventivamente ou em flagrante.

Entre as diversas ações realizadas pela Polícia Civil no mês de março, destaca-se a Operação Gaia, deflagrada no dia 20, pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de Porto Alegre. Na ocasião, cinco pessoas foram presas e 28 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Porto Alegre e Alvorada, no combate aos crimes de feminicídio e descumprimentos de medidas protetivas de urgência. “O número de prisões, além de ter uma representatividade é o resultado do trabalho qualificado das investigações da Polícia Civil. E nestes delitos o percentual de elucidação da Polícia Civil chega a 100%.” – salienta o Chefe de Polícia, delegado Emerson Wendt.

Segundo a delegada Tatiana Bastos, titular da Deam de Porto Alegre, os principais crimes registrados contra a mulher são a lesão corporal, ameaça, crimes contra a honra, estupro, contravenções de vias de fato e perturbação da tranqüilidade. “A agressão contra a mulher é o crime mais democrático que existe, pois atinge toda a sociedade, independente da classe social, e o silêncio é o maior cúmplice da violência”, salientou a delegada.

Para a delegada Adriana Regina da Costa, diretora do Departamento para a Criança e o Adolescente (Deca), a intenção da divulgação de tais ações é ressaltar a importância da legislação para a população. Precisamos promover as condições para que as mulheres denunciem os agressores, não tendo medo. Assim, ações como essas demonstram o trabalho desenvolvido pela Polícia Civil, fazendo com que as vítimas não se sintam desamparadas pelo Estado e sociedade – acrescenta Adriana.

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário