Bairros Geral

Pelos bairros de Bento: “É preciso ter manutenção mais constante no Vila Nova”

Guilherme Kalsing
Escrito por Guilherme Kalsing

Iluminação e melhorias na praça Pe.Rui Bosa são pedidos pelos moradores

Dividido em três, o bairro Vila Nova, localizado na zona leste é um dos menores de Bento Gonçalves. Porém, apesar de pequeno, necessita de cuidados principalmente em termos estruturais, que é a grande reivindicação dos moradores.

Os pedidos por melhoras começam na iluminação pública. Segundo Adir da Silva Barreto, morador da bairro, o problema ocorre em quase todas as ruas. “Eu moro na Arnaldo Audibert e está sempre sem luz, isso é recorrente há uns dois anos. Eles vem e arrumam, passa dois, três dias e volta estragar. Ligamos e nada acontece. E em outras ruas é uma escuridão perigosa”, observa.
Outra moradora que preferiu não se identificar, fala sobre as condições dos postes. “Tem muitos prestes a cair, tortos. Está perigoso, a gente reclama e nada. É tudo por falta de manutenção”, destaca.

Pontos de ônibus também precisam de melhorias no bairro. Em alguns pontos, os moradores ficam embaixo de marquises para garantir proteção do sol e da chuva. Um dos orgulhos do bairro é a Praça Padre Rui Bosa. Há pouco tempo, o local recebeu uma série de melhorias, principalmente com novos brinquedos para as crianças.

Porém, os moradores estão contrariados com os problemas que o local apresenta. O primeiro é citado por Barreto. “Tem local com banheiros, mas não podemos usar. Está quebrado e sujo. Estamos aqui e caso precisemos fazer necessidade temos que ir para casa. Falta de cuidado”, lamenta. No local que, segundo os moradores, apresenta sujeira, é usado à noite para o consumo de drogas, algo que incomoda os frequentadores, principalmente no período da noite.

Neurieri Perez, também critica a atual situação do local. “Não tem ninguém para cuidar a praça, é um descaso. Estouraram portas dos banheiros, as janelas. A gente que frequenta faz a limpeza algumas vezes, e nos disponibilizamos para fazer isso, mas não deixaram. Tem uma cozinha, sala de reuniões que ninguém usa. É um cuidado para os nossos filhos. Está sujo, feio”, salienta.

O detalhe é que no local há placa de monitoramento 24h, o que mesmo assim não impede a execução dos atos contra os patrimônio dos demais moradores. Outros problemas na praça estão na quadra de areia e nos brinquedos, como revela Neurieri. “Tem um brinquedo de pneus e em dia de chuva acumula água. São feitas campanha para não acumular água em pneus e fazem um brinquedo que isso acontece. E na quadra de areia, uma chuva qualquer vira uma piscina e demora dias para secar, também se cria doença. É preciso ter uma manutenção mais constante”, aponta.

Escolas, saúde e vizinhos os destaques

No Vila Nova, segundo os próprios moradores, há muitas coisas boas a serem exploradas e comentadas para os demais bento-gonçalvenses, entre as quais estão: saúde, escolas e os vizinhos.
No que tange à saúde, o atendimento é apontado como especial, na opinião de Neurieri e dos frequentadores da Unidade Básica de Saúde (UBS). “Funciona muito bem. A gente chega e é atendido de forma rápida e se precisa algo já é encaminhado, seja pela parte médica como também no serviço dos dentistas. O que é bom, a gente sem duvida precisa falar”, lembra.
Para outra moradora, as escolas tem um bom papel no bairro. “A gente deixa nossos filhos na escola e sabe que tem um ensino muito bom e com professores especiais. Isso nos deixa muito tranquilos”, enaltece.

O aposentado Antônio Simionato, lembra, da vizinhança. “No Vila Nova, os vizinhos são de confiança e sempre que é necessário está pronto para ajudar. Eu já precisei e não posso reclamar. É isso que se chama de comunidade. Na maioria é assim”, frisa. Simionato, fala ainda sobre segurança com um pedido “Sei que é difícil, mas se fosse possível, gostaríamos de mais segurança aqui no bairro. A gente vê o trabalho da polícia, mas alguns não dão bola para isso e seguem aprontando. Se eles conseguissem prender, o bairro seria ainda melhor”, constata.

Sobre o autor

Guilherme Kalsing

Guilherme Kalsing

Deixe um comentário