Cultura

Peças teatrais incentivam o autoconhecimento

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

O ser humano sempre teve a necessidade de demonstrar suas emoções e o teatro permite que as pessoas imaginem passar por diversas situações, criar personagens ou até mesmo se ver representado pelo outro, numa história. A arte teatral propicia colocar as emoções para fora. E isso é o que se encontra na Escola de Teatro que se apresenta em Bento Gonçalves nesta semana. O evento ocorre nos dias 16 e 17 de novembro, no Teatro do Sesc e vai envolver crianças, adolescentes e jovens, no intuito de mostrar o que acontece durante os ensaios teatrais e no ser humano.
Conforme a professora e diretora da Escola de teatro Artistas no Palco, Máhrcia Carraro, formada em Teatro Licenciatura pela UERGS e organizadora da sexta edição da Mostra, o trabalho com as artes cênicas permite a criança a ter uma nova visão de mundo. Com isso, os textos trabalhados durante as aulas, propiciam o descobrimento, diversão e a percepção das coisas, sendo um instrumento educacional formador de crianças com olhos abertos para o mistério de crescer. “Questões humanas e existenciais são trazidas em textos que, junto com os jogos teatrais, fazem da aula de teatro um ambiente para a criatividade, improvisação, descontração numa atmosfera onde o lúdico abre espaço para a liberdade de ser”, explica.

Ainda, segundo Máhrcia, a criança se depara com conflitos e, brincando, acha caminhos e soluções, transcendendo limites daquilo que é familiar, corajosamente entrando na área do desconhecido e liberando o instinto que tem dentro de si. “Essa liberdade instintiva permite que a criança encontre a si mesma”, garante.
Conforme a professora, na infância a criança passa a descobrir aquilo que era desconhecido até então, tanto nas questões de mundo, como a si mesma e tem na arte do teatro a possibilidade de perceber o outro e a sua relação com o outro quando sobe no palco para interpretar um personagem, se transportando para um novo corpo, em outro contexto do seu, com uma nova história. “Dessa forma, a empatia transforma o olhar que a criança tem do mundo e das pessoas”, ressalta Máhrcia.

As atividades que tiveram início em março desse ano e recebem crianças, adolescentes e adultos, incluem jogos teatrais, improvisos, atividades com a voz, postura e conhecimento gerais de palco. “A peça é a decorrência das aulas anteriores cada turma recebeu a peça conforme o seu avanço. Algumas iniciaram com texto em junho outras em setembro”, explica Máhrcia.

A expectativa da organização é de que as apresentações lotem as dependências do teatro. Máhrcia ressalta a importância de a família prestigiar o evento. “Os horários estão bem acessíveis para os pais q buscam os filhos na escola e podem ir em seguida para a mostra de teatro”, pontua. Escolas também podem realizar agendamento para garantir lugar no espetáculo. Os ingressos serão disponibilizados uma hora antes da apresentação, e custarão 1Kg de alimento não perecível.

Conheça as peças:

Elô, a Coelhinha Convencida – Data: 16/11 e 17/11
Horário: 18h30
Classificação: Infantil
Elô não é só a melhor confeiteira da região, é também muito bajulada pelos rapazes por sua beleza. Junto com sua amiga Digi, a ratinha, planeja ganhar o concurso da Receita Perfeita. Mas sua vontade de casar está agitando as amigas. Entre tantos pretendentes, como Nobalanço, o cachorro tranquilão, Zuco, o porco contador, Reginaldo, o leão playboy e Pipo, a formiga punk, suas habilidades de confeitaria são postas em cheque. Será que Elô conseguirá vencer o concurso de melhor receita?

Comédia nossa de cada dia
Data: 16/11 e 17/11
Horário: 20h30
Classificação: Maiores de 18 anos Fazendo comédia com o pacato cotidiano, o grupo UFA – teatro amador traz a todos diversas esquetes, pensadas e produzidas pelos próprios integrantes. Com duração de 5 a 10 minutos cada pequena cena, a apresentação busca o humor por meio de personagens caricaturados, como o Colono e a Hippie, trocadilhos e piadas bobas, feitas pelos Montadores de Cenário, e brincadeiras com os contos de fadas, entre outras cenas.

 

 

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário