Geral

Palestra abordará dependência química na terça-feira, 13, em Garibaldi

Da Redação
Escrito por Da Redação

As estratégias de prevenção ao uso e ao abuso de drogas serão tema de uma palestra, promovida pela Prefeitura de Garibaldi, por meio da Educação Permanente da secretaria municipal da Saúde (SMS) e do Conselho Municipal Anti Drogas (COMAD) na quinta-feira, 13. O ministrante será o psiquiatra César Luis Reichert, que palestrará ao público em geral a partir das 19h30min, no auditório da CIC de Garibaldi. Entre os temas abordados o questionamento “É possível, no mundo atual, prevenir a exposição às drogas? Se é possível, como se faz isso?”.

Conforme a coordenadora do Programa Municipal de Dependência Química “A vida nas suas mãos”, Rosáli Giacobbo Fantinel sempre é momento de falar sobre drogas. Embora este tema seja desafiador, sempre é momento de dialogar e ver alternativas de prevenção. “As drogas fazem parte de nosso cotidiano, mas nem por isso devemos banalizar a realidade de seu uso. Devemos sim buscar informações, dialogar com os filhos e principalmente buscar ajuda quando ocorre a instalação da doença, ou seja, a Dependência Química” destaca.

Ainda segundo ela, nem sempre é possível identificar o indivíduo que usa drogas, como os usuários das drogas ilícitas. “Leva algum tempo para que o indivíduo comece a dar sinais de uso, e quando isso acontece, já estamos com a dependência instalada. Portanto, quanto mais os pais estiverem presentes na vida de seus filhos, com diálogo e olhares atentos, mais chances teremos de prevenir ou de impedir que a doença se instale no indivíduo e em seu meio familiar. Lembrando sempre, que os principais protagonistas da prevenção são os pais e que a educação começa desde a infância, não é na adolescência ou na vida adulta!” finaliza.

O evento é aberto a toda a comunidade. Informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3462-8154.

A vida nas suas mãos

A SMS oferece atendimentos diários no tratamento e prevenção da dependência química, por meio do programa “A vida nas suas mãos”. A equipe do programa conta com coordenadora, psicóloga, psiquiatra e assistente social, que oferecem acolhimento e tratamento a usuários de entorpecentes, além de ações preventivas. O atendimento é oferecido junto ao Posto de Saúde Central, pelo telefone (54) 3462-8154.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Reprodução

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário