Assunta De Paris

Origem do Vinho

Assunta De Paris
Escrito por Assunta De Paris

Os gregos atribuíam a BACCO (Deus) a descoberta da Cultura da vinha e da elaboração do vinho. Na antiguidade, foram as vindimas celebradas sempre com grandes festas das quais ficavam as reproduções imontais no mármore, amânforas (vasos de cerâmica para o vinho) e em infinidade de outros objetos artísticos.

Sobre a origem da vinha é incontestavelmente oriunda da Ásia Ocidental e também da Europa. Além e aquém dos Alpes, foram encontradas videiras nas povoações lacustres do perido neolítico. Mas só as que se encontraram nas palafitas da Itália é que, segundo sua aparência, indicam que procedem de Vitis (para o vinho).

O vinho era uma bebida apreciada entre os arsérios e babilônicos, bem como entre os persas e os egípcios.

Os gregos jônios, que fundaram Marsélia, a qual deu origem à atual cidade de Marselha, transplantaram a videira para o sul da França. Ali a encontraram os romanos. Estes, desenvolveram no seu país a mesma indústria do vinho, a qual mais floresceu no tempo do Império Romano. Com o vinho subornava-se a plebe; com o vinho, a aristocracia e a corte firmavam o seu poderio… O povo não só reclamava de pão, mas também de vinho.

A videira não só se limitou á Europa. Dois mil anos mais tarde, foi conhecida no Japão, mas neste país não alcançou êxito, apesar do clima favorável cultura da vinha.

Mac Arthur plantou na Austrália na primeira metade do século XIX (19), mas só após alguns decênios começou a desenvolver-se. Em meados do século passado, iniciou-se a cultura da videira na América setentrional e Meridional sendo bem-sucedida nessas duas partes do Novo Continente.

As boas e más propriedades do vinho são conhecidas.

A narração bíblica sobre NÓE mostra má, qual todos ficaram embriagados. As boas, segundo parece, predominam em 1300 das Bodas de Canaá e, na Santa Ceia, consagrando o vinho, para sempre, aos olhos e a FÉ da Cristandade.

Fonte: Uvas e Vinho Manual do Viticultor de Ernesto Cataluna.

Saudamos todos os organizadores de eventos e festas, para saudar e brindar o vinho.
“Lembrando que nas, páginas da nossa história, o município de Bento Gonçalves se projetou com o vinho, e elevou a nossa Economia por muitos anos.”

Sobre o autor

Assunta De Paris

Assunta De Paris

Historiadora e colunista do Jornal Semanário há 30 anos.
redacao@jornalsemanario.com.br
www.jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário