Antônio Frizzo

Opinião – Antônio Frizzo – Ficará por isso mesmo?

Antônio Frizzo
Escrito por Antônio Frizzo

FICARÁ POR ISSO MESMO?

O Brasil possui uma rede ferroviária que não poderia servir de exemplo ou, mesmo, orgulhar aos brasileiros. Porém havia uma rede ferroviária e ela foi privatizada. Sim, entregue à iniciativa privada de forma, aparentemente, sem nenhuma ressalva ou exigência. A indústria automobilística – fabricante de caminhões – deve ter ficado eufórica. Afinal, nunca as ferrovias foram prioridade de qualquer governo, desde Jucelino Kubischek. Mas, fhc sublimou o sucateamento do sistema ferroviário. As empresas que abraçaram as ferroviais passaram a utilizar as que se lhes apresentaram rentáveis e deixaram o restante ao “deus dará”. E Bento Gonçalves foi um dos municípios “premiados”.

FICARÁ POR ISSO MESMO? II

Sim, nós, bento-gonçalvenses, sofremos na pele esse sucateamento. E se não tivéssemos a Maria Fumaça entre Bento e Carlos Barbosa a coisa seria pior. O empresário Tarcisio Michelon dispendeu hercúleos esforços no sentido de ativar o trecho Bento-Jabuticaba, às margens do Rio das Antas, tentando criar mais um roteiro turístico. Até agora não conseguiu! E o que se vê? Um trecho de ferrovia sucateada cortando a cidade ao meio, servindo para coisa nenhuma (aliás, é só tentar seguir no trecho para ver sua serventia), sem que absolutamente ninguém mova um dedo para tentar resolver esse absurdo. Mas, oremos, irmãos! Talvez um dia tenhamos em Bento e região políticos que tenham, realmente, poderes e condições de fazer algo.

SERÁ ESSE O CAMINHO?

O Banrisul anunciou, com a presença do governo do Estado, seu AINDA maior acionista, que irá disponibilizar um bilhão e meio de reais às micro e pequenas empresas cujo faturamento mensal seja inferior a cem mil reais. O valor a cada empresa será de, no máximo, vinte mil reais, emprestados a juros módicos. E ouvi um governista dizer que esses empréstimos poderão gerar milhares de empregos. Interessante! Se eles perguntassem aos micros e pequenos empresários se prefeririam pegar e pagar empréstimo ou ver o famigerado e inconstitucional (eu creio nisso piamente) “IMPOSTO DE FRONTEIRA” eliminado para gerar empregos, talvez tivessem uma resposta adequada. Em 2018 teremos eleições para governador e para deputados. Veremos se esses empresários (e suas entidades representativas) ajudarão a eleger alguém que não se comprometa a acabar com essa excrescência ILEGAL.

SONEGAÇÃO & CIA

Fontes oficiais do Estado do Rio Grande do Sul informam que os cofres públicos deixaram de arrecadar mais de CINQUENTA BILHÕES DE REAIS de impostos sonegados ou não recolhidos por quem os cobrou da população, embutidos no preço dos produtos vendidos. Dessa montanha imensa de dinheiro, muitos dos devedores faliram ou estão sumidos. Dentre outras coisas, essa é uma das que permitem que se entenda o porquê do Estado estar com suas finanças em ruínas.

A HORA É DE PRIVATIZAR

Considerando-se a rasteira qualidade da telefonia celular que temos, é de se pensar, seriamente, em privatizar a CRT. Bem, a CRT já foi entregue, a preço módico, pelo brito e seus apoiadores da Assembleia Legislativa. O problema é que temos, agora, a pior telefonia celular possível e pagamos a tarifa mais cara do mundo (ou quase) para ter a disposição um estresse diário. A Anatel diz que a responsabilidade pelas torres de celulares é das prefeituras. Será? As operadoras vendem celulares e linhas moda diabo, mas não instalam antenas para suportar tal demanda. Creio, portanto, que nossos mui leais e valorosos governantes deverão pensar em privatizar NOVAMENTE a telefonia. Vai que agora dê certo, bastando exigir algumas coisinhas que beneficiem também os usuários…

INACREDITÁVEL!

Nesta segunda-feira, fui surpreendido por comunicação do Comandante Martinelli, da BM local, informando que ovos (sim, ovos de galinha!) foram jogados de um prédio próximo a Via Del Vino (no local onde está sendo comum se ver viatura da BM e policiais rondando), atingindo a viatura, mas tendo, possivelmente, como alvo, também os brigadianos. Para quem acreditava que Bento Gonçalves está entre as cidades com população mais civilizada do mundo, o fato coloca em dúvida alguma ou algumas pessoas que estão entre nós. Entendo que isso é possível, sim. No momento em que o ódio, a intolerância, a ignorância (no seu sentido mais pejorativo) campeiam soltas, tendo como solo fértil as redes sociais, não se pode duvidar de nenhuma atitude selvagem dessas. A Coluna pede desculpas, certamente em nome de toda a população de bem, aos policiais e a Brigada Militar como um todo.

Últimas

Primeira
A constatação de muitos de que se alguém é corrupto, incompetente, têm processos em andamento ou julgados com condenação, pode ser ministro, é óbvia. Temer, Sarney e seus apoiadores fazem o possível para confirmar;

Segunda
As notícias de assassinatos às dezenas, centenas, na batalha do tráfico, já viraram rotina. E são recebidas normalmente por aqueles que têm o dever de legislar no Brasil?

Terceira
Bento Gonçalves, neste Tempo de Vindima, atrai muitos turistas. E muitos questionam se estamos, realmente, preparados para recebê-los, em se tratando de infraestrutura, rodovias, etc;

Quarta
O ruralito começou com demonstração clara de quem quer ser campeão: O Inter! Sim, porque o Grêmio estreou jogando com time sequer reserva;

Quinta
Hoje a gurizada enfrentará o Caxias, que vem de retumbante vitória (3×0) contra o Novo Hamburgo, campeão de 2017, às 16h30m, na Arena. O que os gremistas podem esperar do seu time? Resposta ainda hoje.

Sobre o autor

Antônio Frizzo

Antônio Frizzo

Economista e colunista do Jornal Semanário há 35 anos.
antoniofrizzo@italnet.com.br
www.jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário