Segurança

Oito casos de homicídio em setembro

Nicholas Lyra
Escrito por Nicholas Lyra

Bento Gonçalves encerrou setembro com uma marca triste. Foram oito crimes de homicídio registrados ao longo do mês, o mais violento do ano. Somadas aos crimes já ocorridos ao longo de 2017, a Capital do Vinho atingiu 25 assassinatos no ano. A marca já se aproxima de outro índice negativo, o de ano mais violento. Em 2016, foram 26 ao longo dos 12 meses.

Oitavo caso do mês foi no Vila Nova II

Um homem foi morto a tiros no Bairro Vila Nova II, em Bento, na noite de sexta-feira, 29. O crime ocorreu na rua Arnaldo F. Audibert, por volta das 20h.
De acordo com informações da Brigada Militar (BM) que atende a ocorrência no local, a vítima foi atingida com diversos disparos de arma de fogo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou o óbito. A vítima foi identificada como Flávio Rebolho Machado, 41 anos. Ele tinha diversos antecedentes policiais. Ainda segundo a BM, o homem morava há cerca de 15 dias no local. Há a suspeita de envolvimento com tráfico de entorpecentes.

A cena do crime foi isolada pela Brigada Militar. O Instituto Geral de Perícias (IGP) compareceu para fazer o trabalho de perícia. Esse foi o 25º caso de homicídio em Bento Gonçalves. Além disso, trata-se do oitavo crime de assassinato registrado no mês de setembro, o mais violento de 2017.
De acordo com o delegado titular da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Bento Gonçalves, Alvaro Pacheco Becker, a maioria dos crimes de homicídio registrados em Bento Gonçalves estão ligados a tráfico de drogas e acerto de contas. O delegado afirmou, ainda, que não há conhecimento da polícia sobre facções de fora atuando na região de Bento Gonçalves.

Relembre os outros sete crimes

Além de Machado, outros sete crimes foram cometidos em Bento ao longo do mês de setembro. Os crimes ocorreram em diferentes bairros da Capital do Vinho.

O caso mais recente havia sido registrado na noite de quinta-feira, 29, no bairro Glória. O crime ocorreu na rua Lajeadense, por volta das 20h30min. A vítima foi identificada como Nelson Inácio da Silva, de 46 anos.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), a vítima estava em seu bar quando foi surpreendido por dois indivíduos armados e encapuzados. Eles efetuaram diversos disparos de arma de fogo na direção da vítima. Os criminosos não levaram nada e fugiram a pé.

Já na madrugada de quarta-feira, 27, morreu o jovem que havia sido baleado no bairro Ouro Verde, no Residencial Novo Futuro, na noite de segunda-feira, 25. Gabriel André da Silva Gaieski, 16 anos, estava internado desde que havia sido vítima dos disparos.

Outros cinco crimes foram registrados em Bento Gonçalves ao longo do mês de setembro. No dia 10 de setembro, Mateus Alves, 23 anos, foi morto a tiros no bairro Eucaliptos, na rua Ari da Silva.
Uma semana depois, no dia 17, Daniel de Souza, 25 anos, também foi vitimado, no mesmo local. Já no feriado de 20 de setembro, Leomar Geraldo, 33 anos, foi atingido com diversos disparos de arma de fogo no bairro Borgo. O crime ocorreu na rua Fiorelo Bertuol, por volta da 0h15min.

Menos de 48h depois, na quinta-feira, 21, Isaías Cabral da Luz, 21 anos, foi assassinado no bairro Tancredo Neves. Na noite de sexta-feira, 22, Leonir Alves da Silva, 31 anos, foi morto na praça do bairro Progresso.

Tentativa de homicídio no primeiro dia de outubro

Além dos crimes de homicídio, foram registradas pelo menos duas tentativas em Bento Gonçalves. Os casos ocorreram em bairros diferentes do município.

A mais recente ocorreu no bairro Fátima, no final da tarde de domingo, 1º de outubro. O caso foi registrado na rua Francisco Tomasi, na praça do bairro, por volta das 17h30min.

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) registrado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), uma guarnição da Brigada Militar (BM) foi chamada para atender o caso. O motivo, ainda segundo o BO, teria sido uma desavença entre a vítima e um conhecido. Após o desentendimento, um terceiro homem, desconhecido, teria ingressado na praça cerca de 10 minutos depois e efetuado diversos disparos na direção dele.

Segundo o BO, foram pelo menos cinco tiros feitos com um revólver. Um deles atingiu a perna do jovem, identificado como Uiliam Anhaia Bortolini, 25 anos. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), e conduzido ao Hospital Tacchini.

Ele foi operado e não corre risco de morte. Ninguém foi preso. A Brigada Militar chegou a fazer buscas próximo ao local, mas não encontrou o responsável pelos tiros.

Outro caso registrado em 22 de setembro

Já a outra tentativa de homicídio foi registrada no bairro Imigrante, na noite de sexta-feira, 22. O caso ocorreu por volta das 20h30min.

A vítima, um homem de 28 anos, chegava em uma residência para entregar uma joia, quando foi surpreendido por um indivíduo armado, que efetuou diversos disparos contra a vítima.

Ele foi atingido, mas socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado estável ao Hospital Tacchini, fora de risco de morte.

Sobre o autor

Nicholas Lyra

Nicholas Lyra

policia@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário