Saúde

O que é alimentação saudável para você?

Da Redação
Escrito por Da Redação

Hoje em dia ouvimos muito falar sobre alimentação saudável, cardápio fitness ou funcional, produtos integrais e diversas opções de receitas milagrosas. Mas o que isso tudo significa e quais os benefícios reais para a saúde?

Aquele biscoito recheado ou coberto com chocolate, a macarronada e o sanduichinho no meio da tarde podem e devem fazer parte da sua dieta. De acordo com Marcela Tardioli, consultora em nutrição da Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (ABIMAPI) uma refeição balanceada deve contemplar diferentes categorias de alimentos, sejam eles, pães, frutas, saladas, carnes, leites, massas, grãos, entre outros. “Nesta composição entram todos os grupos de nutrientes, proteínas, carboidratos, gorduras, vitaminas e minerais, portanto, não podemos ‘vilanizar’ e excluir nenhum alimento específico”, explica.

Cada vez mais consumidores ao redor do mundo modificam seus hábitos nutricionais motivados por sensibilidades alimentares, alergias, desejo de se manter saudável ou convicções pessoais. Segundo o mais recente Estudo Global da Nielsen sobre “O que há em nossa comida e mente?”, de setembro de 2016, 66% dos brasileiros estão dispostos a pagar mais por alimentos e bebidas que não contém ingredientes indesejáveis.

Ainda de acordo com a pesquisa, a dieta baixa em gordura é a mais seguida pelos consumidores globais, principalmente na América Latina, região onde se evita em maior medida o seu consumo. Os brasileiros adotam principalmente uma alimentação com baixo teor de gordura (31%), uso consciente do açúcar (28%) e baixo teor de sódio (22%).

Mas a nutricionista explica que antes de iniciar qualquer dieta, o ideal é procurar um especialista da área de saúde.

– Proteínas
Presentes nas carnes, ovos, frango, peixe, soja, entre outros, auxiliam na construção e reparação dos tecidos e órgãos que compõe o nosso organismo, como crescimento e cicatrização.

– Carboidratos
Pães, biscoitos, torradas, massas, arroz, cereais, entre outros. Eles nutrem as células do sistema nervoso central e garantem energia ao corpo.

– Gorduras insaturadas
Colaboram com o aumento do colesterol bom (HDL). Auxiliam na prevenção de doenças cardíacas e metabólicas. São fonte de ômega-3 e ômega-6, que têm como vantagem a redução do colesterol ruim (LDL) e são encontrados, por exemplo, no azeite de oliva, óleo de soja, de girassol ou de canola, castanhas, nozes, amêndoas, linhaça, chia ou abacate.

Fonte: Tree Comunicação

Sobre o autor

Da Redação

Da Redação

redacao@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário