Antônio Frizzo

O país da fraude

Antônio Frizzo
Escrito por Antônio Frizzo

O país da fraude
A cada dia surge uma ou várias novas falcatruas nesta Terra de Cabral. Não bastassem os escândalos que explodem envolvendo políticos e grande empresários, eis que agora começam a vir à tona as roubalheiras que envolvem gente do povo. E não raramente, gente tida como “do bem” e “de bem”. A bomba explodiu aqui, pertinho, em Caxias do Sul. Funcionários públicos flagrados com a “mão na massa” falsificando benefícios do governo que deveriam ser destinados a quem realmente precisa, que são os pescadores artesanais, impedidos de trabalhar em razão do “defeso” (época em que é proibido pescar). O que causa espécie é: como conseguiram fraudar quase SETE MIL benefícios num município onde a pesca é amadora e eventual. Demoraram muito para pegar, não?

O país da fraude 2
Mas, os ladrões e corruptos atacam em várias frentes. O seguro-desemprego, benefício que tem por objetivo máximo auxiliar aqueles que perdem seu posto de trabalho e não podem ficar sem ter recursos para sustentar-se e à família, também é um dos grandes alvos dessa gente que deveria ser extirpada da face da terra. Acusam políticos, vão às ruas protestar “contra a corrupção”, querem “cadeia para corruptos”, mas não hesitam em meter a mão no que não lhes pertence. Mais, não hesitam em cometer delitos e infrações diuturnamente, tais como utilizar vagas destinadas a idosos, deficientes e gestantes; furam filas como se fossem os senhores da razão; sonegam os impostos que cobram da população. Como, então, que as pessoas REALMENTE do bem e de bem podem esperar coisas melhores dos políticos, se eles são representantes dessa gente corrupta? Pobre Brasil!!!

Que governo é esse?
Deram a desculpa de que Michel Temer deveria continuar no poder que tomou porque o País poderia ter instabilidade econômica e política. Que maravilha! Ele e boa parte dos ministros que nomeou estão envolvidos em todos os tipos de malfeitos. Mas, continuam mantendo-o no poder “para manter a estabilidade política”. O que farão agora os “donos do Brasil” que sustentam esse governicho que protagonizou uma “reforma trabalhista” fajuta, emitiu Medida Provisória mudando partes da tal de reforma DOIS DIAS DEPOIS e agora, para o deleite de advogados, deixou que a tal de MP caducasse por falta de votação no Congresso? Bem, para um povo que permitiu que Temer fosse presidente, nada mais justo. Aqui se faz e aqui se paga, dizia minha avó.

E o PP, ein?
Se alguém ainda tinha dúvidas de qual partido abriga mais corruptos no Brasil, agora deve tê-las dirimido. Sim, porque o PP, que ostentava o galardão de ter o maior número de indiciados e condenados no mensalão e na lava jato, está novamente na berlinda com a prisão e indiciamento do seu líder nacional. Só não vê quem não quer ou é fanático partidário que membros do PP e PMDB (com seus desdobramentos partidários posteriores) estão no poder há CINCO DÉCADAS, com os mesmos de sempre dando as cartas e jogando de mão. Depois dos governos da ditatura, aliaram-se também a todos os presidentes, de todos os partidos e permaneceram nos cargos mais importantes do poder público e de estatais. Lembram alguns leitores de minhas colunas em que mencionei o APT e DPT (antes do PT e depois do PT)? Pois é! Vou retornar ao assunto.

A lei é para todos
Sim, claro, isso é o que a maioria das pessoas de bem e do bem pensam. Mas, na prática, é assim mesmo? Pergunto porque tenho notado coisas estranhas acontecendo no Brasil. Por exemplo, o “mensalão do PT” (mas que envolveu PP, PMDB e outros) foi julgado e os envolvidos condenados em pouco tempo. Já o “mensalão do PSDB”, que foi denunciado em 1998, tendo como operador Marcos Valério – o mesmo que operou o do PT -, esteve no STF e, porque Eduardo Azeredo (PSDB) renunciou ao mandato de deputado para não ter o tal de foro privilegiado, foi para a 1ª Instância em Belo Horizonte (isso já em 2014). Ele foi condenado a 20 anos de prisão, mantida em 2ª Instância. Os tais de Embargos ainda mantêm (?) Azeredo longe das grades. A pergunta que não quer calar é: quando Azeredo e seus asseclas serão presos, já que o STF decidiu pela prisão após condenação em 2ª Instância? Logo, né? Claro, porque a lei é para todos, mesmo que para uns demore 20 anos para ser aplicada e para outros apenas alguns meses.

Últimas

Primeira
Interessante! Muitos empresários – micros, pequenos, médios, grandes – não estão contribuindo para com suas entidades representativas. Quando precisam, recorrem a elas, mas contribuir está fora dos planos? Que espécie de representação esperam de graça?

Segunda
Quem precisar de alguns serviços públicos nesta segunda, dia 30, pode esquecer. Até os valorosos membros do Congresso Nacional farão feriadão. Aqui, em Bento, também, mas “compensaram” no sábado, dia 14;

Terceira
Tivemos TREZE aumentos na gasolina e diesel em 20 dias. A Petrobrás está sendo preparada para a privataria. Gozado! Há pouco tempo atrás pululavam protestos nas redes sociais porque a gasolina estava a R$ 2,50. Melhorou, né? Agora todos contribuímos para que a privataria seja vantajosa aos felizes compradores;

Quarta
Estou lendo o Código de Obras e o Código de Posturas do Município. Achei coisas bem interessantes, as quais deveria postá-las na Coluna;

Quinta
O trânsito de Bento Gonçalves está virado num “que é aquilo”. Creio que muitos estão entendendo que é mais do que hora de um NOVO PLANO VIÁRIO, não?

Sexta
Esportivo precisa subir para a divisão especial do Gauchão. Mas, para isso, conta com o apoio da população. Podemos colaborar adquirindo a rifa do Esportivo. Apoie!

Sétima
Grêmio e Inter tem jogos importantes. Hoje é o Grêmio contra o Botafogo e amanhã o Inter, com dedicação total ao Brasileirão, contra o Cruzeiro.

Sobre o autor

Antônio Frizzo

Antônio Frizzo

Economista e colunista do Jornal Semanário há 35 anos.
antoniofrizzo@italnet.com.br
www.jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário