Saúde

Novo medicamento contra a esclerose é aprovado pela Anvisa

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Um medicamento inédito no Brasil para o tratamento da esclerose múltipla foi aprovado pela Anvisa. O produto é o Ocrevus (ocrelizumabe), que recebeu o registro de produto biológico novo na última semana.

O medicamento identifica e elimina linfócitos B específicos. Isso reduz a inflamação e os ataques na bainha de mielina, como também reduz a probabilidade de surtos e atrasa a progressão da doença. O registro foi feito pela empresa Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A.

O novo medicamento foi aprovado com a indicação para ‘tratamento de pacientes com as formas recorrentes de esclerose múltipla (EMR) e esclerose múltipla progressiva primária (EMPP)’.

 A esclerose múltipla é uma condição em que o próprio sistema imunológico acaba destruindo uma camada de gordura e proteína que reveste as células nervosas.

A substância ativa ocrelizumabe é um anticorpo monoclonal humanizado recombinante que se liga a linfócitos B específicos, um tipo de células brancas do sangue que desempenham um papel na esclerose múltipla.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário