Regional

Novo aparelho de ressonância magnética no hospital de Garibaldi deve atender pacientes de 15 municípios

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Um novo aparelho de ressonância magnética deverá prestar atendimento aos pacientes de pelo menos 15 municípios da região. É o que aponta o Hospital São Pedro, de Garibaldi, que realizou a compra do equipamento alemão, de última geração, que custou cerca de U$$ 600 mil.

A expectativa, segundo a casa de saúde, é que o funcionamento do aparelho comece a partir de agosto. Conforme a direção do hospital, o equipamento poderá realizar até 80 exames por dia para o Sistema Único de Saúde e rede particular. No entanto, a expectativa, num primeiro momento, é atender uma demanda de aproximadamente 30 procedimentos diários.

Sendo o primeiro equipamento de modelo Magnetom Sempra, da marca Siemens, no Rio Grande do Sul, a estrutura totalmente digital chegou à Garibaldi já preparado para atender o perfil epidemiológico dosa pacientes da região. É o que aponta o diretor administrativo da casa, Rangel Carissimi.
Outro benefício apresentado é o de facilitar a identificação do câncer de próstata em pacientes, pois o novo equipamento, possui um software que facilita a visualização. Além disso, unido imagens realizadas no aparelho e no sistema de ultrassonografias, poderá haver redução ou até mesmo, evitar a realização de biópsias, afirma o diretor do hospital.
Foto: Divulgação HBSP

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário