Caderno S

Neusa Maria Biesek Stankievicz

Caroline Pandolfo
Escrito por Caroline Pandolfo

Ela é cheia de vida e tem o dom de transformar objetos recicláveis em arte. Neusa Maria Biesek Stankievicz saiu de casa aos 16 anos para ir em busca de trabalho, desde nova batalho por sua independência. Casou-se e logo teve sua primeira filha, Meriene. Ainda em busca de oportunidade profissional ela veio para Bento Gonçalves. Na época foi funcionária do Hotel Dall’Onder, onde teve uma extensa carreira, se aposentando por lá. Mesmo aposentada ela não parou, foi então que começou a se dedicar a costura. “Surgiu a ideia de abrir uma empresa nascendo aí a Meriene Confecções, juntamente com minha irmã, Clessi. O nome da empresa foi uma homenagem a herdeira, minha filha”, conta.

Realizada na vida pessoal e profissional, Neusa se define por meio de três palavras: bondade, honestidade e criatividade. Assim ela segue a vida, sem parar, buscando desafios para vencer e se inspirar. Além do trabalho na confecção, a empresária arruma tempo de fazer seu artesanato. Ela crie e inventa peças decorativas, usando utensílios recicláveis e os transforma. Também pinta telas lindíssimas.

Católica, tem como inspiração Santo Antônio. “Ele foi um exemplo a ser seguido, seus feitos devem ser copiados por cada um de nós”, garante. E complementa. “A fé é o que me impulsiona é um combustível para vencer os obstáculos que a vida nos apresenta”. Sobre o futuro, Neusa quer viver bem e com saúde. “Dar continuidade ao meu trabalho e colocar nas mãos de Deus, pois o futuro a Deus pertence”, finaliza

Sobre o autor

Caroline Pandolfo

Caroline Pandolfo

Um mundo de descobertas. Assim considero minha trajetória como colunista do Jornal Semanário, a qual tenho muito orgulho! Aqui compartilho um novo espaço do Caderno S, a Coluna Detalhes, onde destaco experiências únicas, pessoas especiais, trabalhos que fazem a diferença e muito mais.
social@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário