Cultura

Museu do Imigrante recebe exposição de Sebastião Salgado

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Um dos mais prestigiados fotógrafos do mundo chega a Bento Gonçalves. Sebastião Salgado aporta no Museu do Imigrante com a sua mostra Êxodos, trabalho fotodocumental onde é abordada a luta dos imigrantes em diferentes partes do mundo. Durante seis anos, Salgado visitou 40 países e dividiu o trabalho em cinco temas principais: África, Luta pela Terra, Refugiados e Migrados, Megacidades e Retratos de Crianças. A exposição estará aberta de 16 de março a 03 de abril de 2018, de terças-feiras à sábado, das  8h30min às 11h45min e das 13h30min às 17h30min, com entrada gratuita.

A exposição é composta por 300 imagens, destas, 39 estarão presentes no Museu do Imigrante, cedidas pelo Museu Municipal de Caxias do Sul. Nelas, Salgado retrata e expõe a necessidade de deslocamento (por razões políticas e/ou econômicas) que produz mudanças significativas no cotidiano e na cultura dos povos.  Assim, a exposição é um convite para a reflexão sobre o impacto de milhares de pessoas quando expostas e/ou impostas à transição, ao processo de migrações e como isso transforma a realidade geopolítica do mundo.

Sebastião Salgado tomou posse no início de março na Academia Francesa de Belas Artes, sendo o único brasileiro a ocupar uma das 52 cadeiras da instituição. Grande parte de sua obra foi editada pela Companhia Brasileira das Letras: Trabalhadores (1997), Terra (1997), Retratos de Crianças do Êxodo (2000), Êxodos (2000), O fim da pólio (2003), Da minha terra a Terra (biografia, 2014) e Outras Américas (2015).  Já Gênesis (2013), África (2007), entre outros títulos, foram editados pela norte-americana Taschen.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário