Plantão

Mulher é condenada a 19 anos de prisão por morte de irmã em 2017

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

A acusada de ser a autora do homicídio que vitimou Aparecida de Fátima Marim Bittencourt foi condenada a 19 anos de prisão. O veredito foi proferido na tarde desta quinta-feira, 11, condenando Ana Paula Marim Bitencourt de 34 anos.

O crime, ocorrido em agosto de 2017, teria iniciado ainda quando Aparecida estava dormindo. A acusação apontava que Ana Paula teria asfixiado a irmã e desferido diversos golpes de faca. Atualmente, Ana Paula estava recolhida preventivamente na Presídio Estadual de Lajeado.

Segundo testemunho dos vizinhos, gritos de socorro foram ouvidos no dia do crime, mas a acusada teria se passado pela irmã para despistar, e ainda se passando pela mesma novamente no outro dia utilizando de seu celular para enviar mensagens ao síndico do prédio e a chefe de Aparecida.

Em seu depoimento de defesa, Ana Paula alegou que matou a irmã por questões familiares. Após a sentença, a criminosa precisou ser contida e algemada.

Relembre o caso

Um ano após crime, ré no caso de fraternicídio muda sua versão

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário