Cultura

Mosaicos em tela

Cleunice Pellenz
Escrito por Cleunice Pellenz

Comunidade pode conferir a mostra do artista plástico paulista Luiz Carlos Branco, até o dia 20 de julho

 

Até o dia 20 de julho, a comunidade de Bento Gonçalves e região pode conferir a mostra ‘Mosaicos’, do artista plástico paulista, Luiz Carlos Branco. A exposição reúne treze obras em óleo sob tela, que estão expostas na Fundação Casa das Artes.

As formas geométricas e o colorido das obras de sua exposição, que podem ser encontradas em diferentes tamanhos, chamam a atenção e atraem o olhar para cada detalhe presente na tela. “Minha temática explora a realidade cotidiana. Trago elementos e referências que me envolvem e me sensibilizam, as quais são exploradas através de um grande mosaico, que valoriza cada parte, tom e forma que as compõem. Uso uma geometrização intensa, fragmentando uma camada com mais densidade pictórica, caracterizando programações policromáticas”, salienta o artista.

Branco começou a se interessar pelo mundo da arte desde muito novo. “A arte está presente em minha trajetória desde os 18 anos, quando exercia profissionalmente uma atividade que exigia organização e, desde então, busquei essa organização em uma abordagem estética”, frisa o artista.

Para criar suas obras, Branco utiliza diferentes materiais, além de estudar cada detalhe. “Mergulho em uma pesquisa intensa da tinta óleo sobre a tela. Ela me oferece um recurso amplo de exploração, e meu trabalho pode sempre ser retomado sem prejuízos plásticos”, esclarece o profissional.

Para colocar suas ideias na tela, além da pesquisa de cada detalhe e as suas composições, o artista também se inspira em vivências de seu dia a dia, trazendo um colorido ainda mais especial para sua vida. “A inspiração nasce de um quotidiano de salas de aulas, por diversas instituições de ensino em São Paulo e quando proponho algo, pesquiso para adquirir critérios bem definidos”, pontua.

Suas referências profissionais são várias, mas ele elenca as principais. “Elas são marcantes e fortes coloristas, como Klint, Egon Schiele, escola de Bauhaus, Carlos Scliar, dentre outros”, explica.
Sobre estar presente na Serra Gaúcha, Branco diz que a mostra faz parte de um calendário oficial de mostras de projeção. “Estas me atraíram e me dispus a participar dessa abordagem seleta”, ressalta.

A mostra foi selecionada por meio do Edital 01/2017 de Exposições na Fundação Casa das Artes, numa realização da Secretaria Municipal da Cultura e da Fundação Casa das Artes e, nesta edição, conta com o patrocínio de uma transportadora.

As telas de Branco podem ser conferidas no Salão Orlikwoski da Fundação Casa das Artes, das 8h às 11h45min e das 13h30min às 17h45min, bem como podem ser adquiridas. A entrada é gratuita.

Sobre o autor

Cleunice Pellenz

Cleunice Pellenz

geral5@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário