Esportes

Morre, aos 86 anos, o ex-presidente do Grêmio Fábio Koff

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

O ex-presidente do Grêmio Fábio André Koff morreu, aos 86 anos, na manhã desta quinta-feira, 10, em Porto Alegre. Ele estava internado no Hospital Moinhos de Vento com uma infecção generalizada após passar por uma cirurgia no fígado.

Nascido em Santa Tereza, ainda quando era distrito de Bento Gonçalves, em 13 de maio de 1931, Koff foi juiz de Direito e também presidente do Clube dos 13. Ele comandou o Grêmio nos anos de 1982 a 1983, 1993 a 1997 e 2013 a 2014 e é considerado o maior presidente da história do Tricolor.

Sob as gestões de Koff, o Grêmio conquistou o Mundial de 1983 e as duas primeiras Copas Libertadores da América do clube: em 1983 e 1995. Fábio Koff deixa a esposa Ivone e dois filhos, Alexandre Koff, que exerce a profissão de dentista, e Fábio Koff Júnior, que é juiz de Direito e ex-conselheiro do Grêmio.

O Tricolor emitiu uma nota de pesar pelo falecimento do vitorioso ex-presidente. “O clube expressa toda consternação pela perda de um símbolo de sua história, responsável pela maior glória já alcançada dentro de campo, e solidariza-se com sua família, amigos e com a torcida tricolor”, diz o texto.

A Prefeitura de Bento Gonçalves manifestou pesar pelo falecimento do ex-presidente do Grêmio. Em nota, a Administração Municipal ressaltou que o esporte perde um de seus grandes representantes. “Nossa região perde um filho desta terra. Koff, em sua vida, demonstrou paixão pelo futebol e por seu time de coração. Nossos sentimentos a toda família e aos torcedores”, afirma.

Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário