Regional

Ministério do Turismo garante recursos para iniciar obras da Rota Turística “Pelos Caminhos do Pão e do Vinho”

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

Na tarde de quarta-feria, 21, lideranças da Serra Gaúcha e Vale do Taquari estiveram reunidas em audiência pública com o ministro do Turismo, Marx Beltrão, no Ministério do Turismo, em Brasília, acompanhados dos deputados Alceu Moreira e Edson Brum. Em pauta, a pavimentação da Rota Turística “Pelos Caminhos do Pão e do Vinho”.

Na ocasião, houve a entrega da documentação inscrita no SICONV, do Governo Federal, para o Ministério do Turismo sob o nº 012 862/18, através do CONSISA Vale do Taquari. O pedido foi reforçado para que a proposta seja empenhada ainda neste ano, visto que é muito importante para a Região.

Beltrão garantiu que parte dos recursos solicitados, no valor de R$ 80 milhões, estão no orçamento de 2018, porém falta definir o valor que será empenhado para esse ano. O MTur, no ano passado, já havia se comprometido em incluir a pavimentação nos projetos da pasta.

Nos próximos dias o ministro do Turismo irá agendar reunião com o Ministério do Planejamento para tentar incluir o projeto no PAC do Governo Federal, no orçamento geral da União. Juntamente com os deputados presentes, buscará formas de garantir o valor para iniciar uma parte do trecho ainda esse ano. O trabalho é contínuo, etapa por etapa, pois as demandas no MTur são maiores do que os recursos disponíveis.

Conforme o presidente da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (AMTURVALES), Rafael Fontana, ”esse é mais um dos projetos importantes do Vale do Taquari, mas não é o único. Estamos dando sequência para que se consiga dotar de infraestrutura e fortalecer o turismo da Região”, destaca.

Ainda, segundo Fontana, há outros pleitos individuais para cada município sendo viabilizados junto ao ministério. “É importante que o MTur invista no Vale do Taquari, porque estamos entre os principais destinos turísticos do Rio Grande do Sul. Além de fazer nossa parte, temos empreendedores e poder público municipal investindo no turismo regional, sendo assim, precisamos também do apoio do Ministério para os projetos de custo maior”, relata.

 

Saiba mais:

Além de integrar o Caminho dos Moinhos e o Vale dos Vinhedos, a Rota Turística “Pelos Caminhos do Pão e do Vinho” envolve diretamente os municípios de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul, Santa Tereza, Roca Sales, Muçum, Encantado, Doutor Ricardo, Anta Gorda, Ilópolis e Vespasiano Corrêa.

Juntos, os dez municípios que compõe a Rota Turística, têm mais 166 mil habitantes e um PIB superior a 6 bilhões de reais. Do município de Santa Tereza até Anta Gorda, o trecho que deverá ser asfaltado tem 61 km de extensão. Nele circulam cerca de 800 veículos por dia. A obra facilitará o escoamento da produção nos mais diversos setores econômicos, como aves, suínos, móveis, leite, ração, cereais, grãos, frutas, legumes, bebidas e alimentos e gerará incremento de impostos.

Por ano circulam cerca de um milhão e quatrocentos mil turistas que visitam ou desfrutam de 418 empreendimentos turísticos, sejam eles meios de hospedagem, serviços de alimentação, e demais atrativos turísticos; o gasto médio atual dos turistas é de 875 reais em Bento Gonçalves e 154 reais nos demais municípios. Nas duas regiões são gerados atualmente 2013 empregos nestes empreendimentos do Turismo. Com a viabilidade da ligação asfáltica existe uma expectativa de novos negócios e a geração de mais 2000 novos empregos.

Com a conclusão da estrada que une o Vale do Taquari a Serra Gaúcha, o visitante poderá encontrar múltiplas atrações e desfrutar de uma grande riqueza cultural e histórica, que se conjuga com os costumes dos habitantes e da exuberante natureza.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário