Opinião

Meu filho não gosta de estudar, e agora?

Taise Agostini
Escrito por Taise Agostini

Todos os pais esperam que os filhos sejam alunos exemplares e dedicados. Mas quando o cenário é o contrário, é difícil saber que atitudes tomar para reverter essa situação.

O primeiro passo para o estudo funcionar bem é criar o hábito. As dificuldades podem ser evitadas se os pais explicarem, desde sempre, a importância do estudo para a vida da criança. E, para isso, eles precisam dar abertura para o filho se expressar por meio do diálogo.

Além disso, é preciso fugir das broncas, punições e ameaças. A educação não pode acontecer só com base no castigo, porque senão fica uma educação pela punição e o estudo acaba sendo visto como algo negativo. Em vez disso, procure recompensar a dedicação com reconhecimento e elogios.

Papel dos pais

Os pais precisam também dar o exemplo para os filhos. É muito difícil para uma criança pequena estudar e fazer dever enquanto os pais estão ao lado assistindo TV e se divertindo. Mostrar que tem hábitos de leitura, fazer algum curso e incentivar atividades familiares educativas (como ida a museus, jogos educativos e leituras) são atitudes que mostram que os pais tem apreço pelos estudos. Afinal, se os pais não ensinam a importância da escola, como fazer com que os filhos aprendam isso? Estudar é aprender, é se desenvolver, é se tornar uma pessoa mais madura e mais capaz. Então é algo bom e os filhos precisam ver isso de uma maneira positiva.

Taise Agostini

Meu filho não gosta de estudar, e agora?

Taise Agostini
Escrito por Taise Agostini

Todos os pais esperam que os filhos sejam alunos exemplares e dedicados. Mas quando o cenário é o contrário, é difícil saber que atitudes tomar para reverter essa situação.

O primeiro passo para o estudo funcionar bem é criar o hábito. As dificuldades podem ser evitadas se os pais explicarem, desde sempre, a importância do estudo para a vida da criança. E, para isso, eles precisam dar abertura para o filho se expressar por meio do diálogo.

Além disso, é preciso fugir das broncas, punições e ameaças. A educação não pode acontecer só com base no castigo, porque senão fica uma educação pela punição e o estudo acaba sendo visto como algo negativo. Em vez disso, procure recompensar a dedicação com reconhecimento e elogios.

Papel dos pais

Os pais precisam também dar o exemplo para os filhos. É muito difícil para uma criança pequena estudar e fazer dever enquanto os pais estão ao lado assistindo TV e se divertindo. Mostrar que tem hábitos de leitura, fazer algum curso e incentivar atividades familiares educativas (como ida a museus, jogos educativos e leituras) são atitudes que mostram que os pais tem apreço pelos estudos. Afinal, se os pais não ensinam a importância da escola, como fazer com que os filhos aprendam isso? Estudar é aprender, é se desenvolver, é se tornar uma pessoa mais madura e mais capaz. Então é algo bom e os filhos precisam ver isso de uma maneira positiva.

Opinião

Meu filho não gosta de estudar, e agora?

Da Redação
Escrito por Da Redação

Todos os pais esperam que os filhos sejam alunos exemplares e dedicados. Mas quando o cenário é o contrário, é difícil saber que atitudes tomar para reverter essa situação.

O primeiro passo para o estudo funcionar bem é criar o hábito. As dificuldades podem ser evitadas se os pais explicarem, desde sempre, a importância do estudo para a vida da criança. E, para isso, eles precisam dar abertura para o filho se expressar por meio do diálogo.

Além disso, é preciso fugir das broncas, punições e ameaças. A educação não pode acontecer só com base no castigo, porque senão fica uma educação pela punição e o estudo acaba sendo visto como algo negativo. Em vez disso, procure recompensar a dedicação com reconhecimento e elogios.

Papel dos pais

Os pais precisam também dar o exemplo para os filhos. É muito difícil para uma criança pequena estudar e fazer dever enquanto os pais estão ao lado assistindo TV e se divertindo. Mostrar que tem hábitos de leitura, fazer algum curso e incentivar atividades familiares educativas (como ida a museus, jogos educativos e leituras) são atitudes que mostram que os pais tem apreço pelos estudos. Afinal, se os pais não ensinam a importância da escola, como fazer com que os filhos aprendam isso? Estudar é aprender, é se desenvolver, é se tornar uma pessoa mais madura e mais capaz. Então é algo bom e os filhos precisam ver isso de uma maneira positiva.

Opinião

Meu filho não gosta de estudar, e agora?

Taise Agostini
Escrito por Taise Agostini

Todos os pais esperam que os filhos sejam alunos exemplares e dedicados. Mas quando o cenário é o contrário, é difícil saber que atitudes tomar para reverter essa situação.

O primeiro passo para o estudo funcionar bem é criar o hábito. As dificuldades podem ser evitadas se os pais explicarem, desde sempre, a importância do estudo para a vida da criança. E, para isso, eles precisam dar abertura para o filho se expressar por meio do diálogo.

Além disso, é preciso fugir das broncas, punições e ameaças. A educação não pode acontecer só com base no castigo, porque senão fica uma educação pela punição e o estudo acaba sendo visto como algo negativo. Em vez disso, procure recompensar a dedicação com reconhecimento e elogios.

Papel dos pais

Os pais precisam também dar o exemplo para os filhos. É muito difícil para uma criança pequena estudar e fazer dever enquanto os pais estão ao lado assistindo TV e se divertindo. Mostrar que tem hábitos de leitura, fazer algum curso e incentivar atividades familiares educativas (como ida a museus, jogos educativos e leituras) são atitudes que mostram que os pais tem apreço pelos estudos. Afinal, se os pais não ensinam a importância da escola, como fazer com que os filhos aprendam isso? Estudar é aprender, é se desenvolver, é se tornar uma pessoa mais madura e mais capaz. Então é algo bom e os filhos precisam ver isso de uma maneira positiva.

Sobre o autor

Taise Agostini

Taise Agostini

Professora, pedagoga, pós graduada em neuropsicopedagogia e psicopedagogia clínica/institucional
taiseagostini@yahoo.com.br
www.jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário