Editorial

Líderes ou seguidores

Em 1998, o campeão mundial de xadrez Garry Kasparov foi derrotado pelo computador Deep Blue, em um momento histórico de Homem contra Máquina. Vinte anos depois, a discussão gira em torno do impacto que a inovação tecnológica vai ter na economia, nos processos produtivos e na sociedade trava-se agora no campo da inteligência artificial, da robótica, da automação e das fábricas inteligentes. Os novos conceitos da indústria, que também comporta o setor Moveleiro, estão cada vez mais enraizados nos métodos de produção e na cadeia de valor das fábricas, nas competências dos recursos humanos e nas decisões de investimento do mundo empresarial.

Os principais lojistas de móveis do Brasil e importadores de 50 nacionalidades estarão concentrados em Bento Gonçalves a partir de hoje, para a 21ª edição da Movelsul Brasil – a principal feira de móveis da América Latina para o público profissional. Durante quatro dias, a Serra Gaúcha centraliza os lançamentos do setor moveleiro que vão pautar o varejo no segundo semestre do próximo ano, com expectativa de reaquecimento do mercado.

Realizada desde 1977 pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), a Movelsul Brasil chega a sua 21ª edição com o mérito de ter consolidado o polo moveleiro local como principal do país e alavancado o desempenho das empresas no mercado interno e internacional. Prova disso é o consolidado Projeto Comprador, que fomenta as exportações durante a feira. Na edição passada, em 2016, a Movelsul Brasil recebeu 29 mil visitantes profissionais de 48 países.

A consolidação do polo moveleiro de Bento Gonçalves, atualmente o maior do Brasil em número de peças produzidas, em muito está relacionada à história do Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) e da feira Movelsul Brasil. O polo é formado por 300 empresas e responde por 41% da indústria local. No final da década de 1960, o setor moveleiro de Bento Gonçalves despontava na região. Em poucos anos, passou a representar a principal atividade econômica da cidade, superando o tradicional e centenário setor vinícola. Com o desenvolvimento do setor em profusão, em abril de 1977 nasce o Sindicato das Indústrias da Construção e do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), momento em que se organizou a feira.

A feira de móveis de Bento Gonçalves surgiu em uma época favorável, impulsionada pelo otimismo dos empresários locais com o crescimento da indústria de móveis. A primeira edição ocorreu como evento paralelo à Fenavinho, no ano em que o setor moveleiro consolidou-se como atividade líder na economia da cidade e reunindo 24 expositores.

A partir de 1988, o evento recebe o nome de Movelsul, reunindo mais de 100 expositores. A data marcou, ainda, a primeira edição do Prêmio Salão Design, que comemora agora 30 anos fomentando o design como diferencial competitivo para a indústria moveleira. A internacionalização da feira consolida-se em 2000, quando acontece a primeira edição do Projeto Comprador.

Considerada o maior evento de móveis da América Latina, a feira vem promovendo o desenvolvimento do setor moveleiro nacional, estreitando as relações comerciais entre a indústria e seus clientes e incentivando as exportações através de ações direcionadas ao mercado internacional, consumidor do móvel brasileiro.

Bento Gonçalves está no centro da renovação, e a Movelsul 2018 é a força motriz que transmite movimento para o segmento. É sempre bom lembrar que a inovação é o que separa os líderes dos seguidores.

Sobre o autor

Cristiano Migon

Cristiano Migon

editoria@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário