Geral

Lar do Ancião apresenta projeto de energia fotovoltaica

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

O Lar do Ancião de Bento Gonçalves, o Rotary Club Planalto e a Multiaquecimento, com auxílio da Agência Experimental da Faculdade Cenecista, apresentaram na tarde desta quinta-feira, 16, o projeto “Amigos do Lar, Amigos do Sol”, que deverá implantar o sistema de energia fotovoltaica no estabelecimento que atende idosos de Bento e região.

O projeto pretende instalar placas que irão suprir a demanda de geração de energia elétrica no local. De acordo com a direção do Lar, com a instalação, além de produzir a energia solar, considerada limpa e renovável, o projeto visa reduzir o consumo de energia elétrica, que atualmente está na casa de R$ 8 mil mensais.

Conforme o presidente da entidade, José Foresti, a intenção do Lar é continuar oferecendo qualidade de vida às dezenas de idosos que convivem no local. “Somos uma entidade da comunidade de Bento Gonçalves e precisamos manter nossa estrutura em pleno funcionamento”, afirma.

Segundo a diretoria, a expectativa e gerar uma economia anual de R$ 70 mil por ano. A previsão é de que a instalação seja finalizada em um prazo de 75 dias. Os custos dos equipamentos e das obras giram em torno de R$ 250 mil. Com a implantação desse sistema, em 10 anos, a entidade poderá economizar aproximadamente R$ 650 mil. A previsão é de que a capacidade máxima de produção das placas dure pelo prazo de 25 anos. Após esse período, Favretto explica que a capacidade fique em 80%, devido ao tempo de uso. Em casos de aumento de utilização da produção, o representante do Rotary diz que mais placas poderão ser implantadas.

Favretto explicou que a estrutura sustentável pretendida pelo Lar do Ancião vai ao encontro dos objetivos da entidade. “Com esse projeto, além de economizarmos com gastos, vamos ter esse benefício de preservação do meio ambiente. É um ideal que a nossa entidade tem em seus princípios e que incentiva outras pessoas e entidades a praticar as doações”, observa.

Para alcançar o valor, o projeto apresentado pretende contar com o patrocínio de 210 cotas ou placas, no valor de R$ 1,2 mil cada, facilitando as contribuições e possibilitando doações tanto de pessoas físicas quanto jurídicas.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário