Caderno S

Itacir Facchin Zandonai

Caroline Pandolfo
Escrito por Caroline Pandolfo

Ela casou com apenas 14 anos, naquela época, o principal papel da mulher era formar e cuidar da família. Assim, Itacir Facchin Zandonai, foi a matriarca de uma linhagem linda. São seis filhos, doze netos e quatro bisnetos. Viúva há 28 anos, ela encontra alegria na música. Itacir faz parte do Coral Imigrante, ela canta e dança, se apresenta na Maria Fumaça e em diversos eventos culturais.
Natural de Bento Gonçalves, Itacir assistiu, aos poucos o crescimento e evolução do município. “Bento é uma cidade maravilhosa, me orgulha fazer parte dessa terra”, diz. Os anos se passam e as boas recordações ficam, desse modo, Itacir guarda com carinho a lembrança de sua cerimônia de casamento em Monte Belo. “Foi uma festa simples, mas muito bonita, um jantar com a família e amigos.
Após, embarcamos no trem, para nossa viajem de lua de mel, que foi em Porto Alegre. Na época, 70 anos atrás, a Maria Fumaça era algo novo, e não era qualquer pessoa que tinha acesso a uma viagem dessas”, relembra.
Itacir fala sobre sua infância, quando as coisas eram mais simples. “Brincávamos na rua, nos divertíamos com pequenas coisas. Nossa rotina era ir à missa e a tarde conversávamos com as amigas sobre namorados”, (risos).
Com 82 anos, ela tem muita energia, trabalha e pensa que o mais importante para o futuro é estar ao lado de quem ama. Curtir a família e deixar, como exemplo, sua trajetória aos netos e bisnetos.

Sobre o autor

Caroline Pandolfo

Caroline Pandolfo

Um mundo de descobertas. Assim considero minha trajetória como colunista do Jornal Semanário, a qual tenho muito orgulho! Aqui compartilho um novo espaço do Caderno S, a Coluna Detalhes, onde destaco experiências únicas, pessoas especiais, trabalhos que fazem a diferença e muito mais.
social@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário