Segurança

Homicídio de Abril: autor é suspeito em outros três crimes

Nicholas Lyra
Escrito por Nicholas Lyra

Informação foi confirmada em entrevista coletiva pelo delegado responsável pela investigação, Alvaro Pacheco Becker

O autor de um dos casos mais recentes de homicídio em Bento Gonçalves é suspeito de participação em outros três crimes ocorridos na Capital do Vinho. A informação foi confirmada pelo delegado titular da 2ª Delegacia de Polícia, Alvaro Pacheco Becker, responsável pela investigação do caso. O autor do crime que vitimou Dienifer Martins Marques, 18 anos, no bairro Planalto, em 8 de abril, está preso preventivamente.

Conforme o delegado, o inquérito já foi concluído. De acordo com Becker, as imagens da madrugada em que o crime ocorreu ajudaram a encontrar um dos suspeitos que participaram da ação. Na fase seguinte, as oitivas identificaram o autor dos disparos. O autor já está preso, e outros devem ser indiciados por participação no crime.

De acordo com o delegado, há ainda a suspeita de participação dele em pelo menos outros três crimes. Ele já possui antecedentes policiais. Segundo ele, a Polícia Civil está investigando de maneira aprofundada a participação do autor nesses casos. “Apuramos que a principal motivação para essa série de crimes seria a sensação de impunidade do autor”, explicou.

Indiciamento em outro caso

Além do caso envolvendo a morte de Dienifer, o delegado Alvaro Pacheco Becker falou em coletiva sobre a resolução de outro caso investigado pela 2ª DP. Trata-se de um caso ocorrido no bairro Municipal, em 25 de janeiro. Marcio Schneider, 26 anos, e Fabiano Morais da Silva, 30, foram mortos a tiros.

Conforme o delegado, o inquérito foi concluído e remetido à Justiça. Uma pessoa foi indiciada pelo crime, e há a participação de outros indivíduos no caso. Além das duas vítimas fatais, uma mulher também ficou ferida após os disparos contra a boate.

De acordo com Becker, a maioria dos casos ocorridos em Bento Gonçalves em 2018 estão relacionados ao tráfico de drogas. A morte de Dienifer seria uma das exceções, já que pode ter ocorrido por desavenças anteriores, conforme o próprio delegado. A Capital do Vinho soma, até o momento, 21 casos de homicídio no ano. Ao longo de todo o 2017, foram registrados 34 assassinatos.

Casos ocorreram em janeiro e abril

Dienifer Martins Marques, 18 anos, foi morta a tiros em frente a uma casa noturna no bairro Planalto, na madrugada de 8 de abril. O caso ocorreu na rua Olinto de Freitas, por volta das 5h. O autor efetuou diversos disparos próximo ao estabelecimento comercial. Outras duas pessoas também ficaram feridas.

Já os outros dois casos ocorreram no bairro Municipal, em 25 de janeiro. Fabiano Morais da Silva, 30, e Marcio Schneider, 26, foram assassinados na rua Gema Piva dos Santos, por volta das 22h. Na ocasião, homens armados chegaram em um veículo e dispararam contra as vítimas. A dupla chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos. Uma outra mulher, não identificada, também ficou ferida na ação.

Sobre o autor

Nicholas Lyra

Nicholas Lyra

policia@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário