Assunta De Paris

Giacomazzi & Cia – 1950 – uma importante organização de Bento

Assunta De Paris
Escrito por Assunta De Paris

Com a chegada da ferrovia em 1919, o Município desenvolveu um novo ritmo no comércio e na indústria. O trem facilitou a circulação de mercadorias enriquecendo a oferta do comércio local. Na época, várias empresas de Bento Gonçalves transferiram seus estabelecimentos para as proximidades da estação ferroviára, entre elas, a casa comercial Dall Molin, a Vinícola Rio Grandense e a Giacomazzi & Cia, com o intuito de facilitar o escoamento de seus produtos.

A grande empresa tem (em 1950) entre seus sócios o Sr. Terílio Giacomazzi, profundo conhecedor dos problemas econômicos do nosso Estado.
Dentre as mais sólidas e conceituadas organizações comerciais de Bento Gonçalves, figura em destaque a empresa Giacomazzi & Cia, que há 20 anos se consagram no ramo de cereais por atacado. Atualmente (isto é, em 1950), é a fornecedora de trigo dos principais moinhos nacionais como: Moinhos Riograndenses, de Porto Alegre; Moinho Guanabara e Moinho Fluminense, do Rio de Janeiro; Moinho Paulista Ltda e Moinho Santista S. A. de São Paulo. Além de trigo, negocia cereais em geral, sendo também representante da Companhia Brahma, distribuidora e coletora de cevada cervejeira. Dedica-se ainda ao comércio de atacado em geral, matém ativa seção de compra e venda, um amplo depósito de material para construções, é depositária “SANRIG” para Bento Gonçalves, sendo ainda sócia do Moinho Bento Gonçalves Ltda.

A empresa tem como organização desde de 1932, sendo seus sócios os Srs. Terilo Giacomazzi, Edolo Giacomazzi, Amélio Giacomazzi e Vitório Luiz Sperotto. Os irmãos Giacomazzi que integram a organização, são os continuadores da antiga J. B. Giacomazzi & Filhos, a qual tinha como titular o seu progenitor, João Batista Giacomazzi, um pioneiro autêntico e dos primeiros desbravadores da região Colonial Italiana.Todos os sócios são figuras de projeção nos meios comerciais e sociais de Bento Gonçalves. A destacar o Sr. Terílio Giacomazzi à testa da Associação Comercial de Bento Gonçalves. É ele o autor da tese n° 30 apresentada pela Associação Comercial de Bento Gonçalves ao Congresso da Federação das Associações Comerciais do Rio Grande do Sul, em abril de 1948.

A tese intitulada “Comércio Ambulante e Fisco”, foi o brado de alerta que veio revelar a origem da sonegação do imposto de vendas e consignações no Estado. Despertando a atenção das autoridades para esse problema, a tese e o trabalho do Sr. Terílio Giacomazzi originou as providências adotadas pelo governo e associações comerciais no sentido de sanar abusos mediante a Lei 336, que foi um incentivo ao plantio de trigo…

“VOCÊ JÁ SE PERGUNTOU POR QUÊ O BRASIL E O RIO GRANDE DO SUL COMPRAM TRIGO DE OUTROS PAÍSES???

Fonte: Aniversário da Colonização Italiana – 1950

Sobre o autor

Assunta De Paris

Assunta De Paris

Historiadora e colunista do Jornal Semanário há 30 anos.
redacao@jornalsemanario.com.br
www.jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário