Regional

Garibaldi: cresce o número de ausências em consultas e exames médicos

Ranieri Moriggi
Escrito por Ranieri Moriggi

O número de pacientes faltosos em consultas agendadas no sistema municipal de saúde de Garibaldi voltou a crescer no mês passado. De acordo com dados da Secretaria Municipal da Saúde, em julho foram 423 pacientes que deixaram de comparecer em consultas, atendimentos e exames agendados. Em junho, 324 pacientes já haviam faltado sem justificativa. Resultado disso é o desperdício de dinheiro público, uma vez que funcionários são deslocados para os atendimento e a não realização acaba prejudicando o andamento de outras atividades.

Conforme a secretária da pasta, Simone Agostini de Moraes, são altos os investimentos anuais para que os garibaldenses tenham acesso à saúde. “Para o seu próprio bem-estar, esperamos que os pacientes compareçam aos serviços. Não adianta ir à consulta, fazer os exames solicitados pelo médico e depois não buscar o resultado. O tratamento à doença fica incompleto e isso é prejudicial para si mesmo”, orienta.

De acordo com a assistente social Mônica Farias, se o paciente não está mais sentindo os sintomas e não quiser mais realizar o procedimento, ou decidir fazer de forma particular, deve contatar a equipe de saúde para assim, viabilizar a vaga para outro paciente que esteja precisando. A ausência a consultas especializadas oferecidas fora do município ainda podem interferir na redução da cota para Garibaldi, pois pode ser entendida como diminuição da necessidade. “Os pacientes que não vão podem tirar o direito de quem realmente precisa”, acrescenta a secretária municipal Simone. “Um simples telefonema nos permite oferecer um serviço melhor”, conclui Mônica, assistente social.

Sobre o autor

Ranieri Moriggi

Ranieri Moriggi

geral3@jornalsemanario.com.br

Deixe um comentário